Com saída de cubanos, 19 médicos devem deixar comunidades indígenas na Bahia


Após o anúncio da saída de médicos cubanos do programa Mais Médicos, 19 profissionais podem deixar comunidades indígenas da Bahia até então assistidas por eles. Os médicos estão distribuídos em nove municípios do estado [com abrangência de 23 cidades no total] e atendiam a 29,2 mil pessoas, conforme informações do Ministério da Saúde. Ilhéus, no litoral sul, Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, Ibotirama, no oeste, e Paulo Afonso, no norte do estado, vão ter as maiores baixas, perdendo três profissionais cada.

Foto: Reprodução / G1

Pau Brasil, no litoral sul, e Ribeira do Pombal, no agreste, devem ficar sem dois médicos para os indígenas. Já as comunidades de Euclides da Cunha, no nordeste baiano, Itamaraju, no extremo sul, e Juazeiro, no Vale do São Francisco, passarão a não contar com os únicos médicos cubanos que atendem os locais. Desde quando foi implantado o programa Mais Médicos, médicos cubanos foram também deslocados para 19 estados do país para trabalhar em Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs), informou a Folha.

O fim da parceria entre Brasil e Cuba foi anunciado na última quarta-feira (14). O país da América Central informou que a medida ocorreu após desqualificação dos profissionais cubanos pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e exigência dele de que os médicos teriam de passar por revalidação de diploma e serem contratados individualmente (entenda aqui). A Bahia é o segundo estado que deve perder mais profissionais por causa da crise diplomática (leia mais aqui).

Bahia Notícias

Itabuna: Médico é dispensado de policlínica por atender além da conta


Após o anúncio da saída de médicos cubanos do programa Mais Médicos, 19 profissionais podem deixar comunidades indígenas da Bahia até então assistidas por eles. Os médicos estão distribuídos em nove municípios do estado [com abrangência de 23 cidades no total] e atendiam a 29,2 mil pessoas, conforme informações do Ministério da Saúde. Ilhéus, no litoral sul, Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, Ibotirama, no oeste, e Paulo Afonso, no norte do estado, vão ter as maiores baixas, perdendo três profissionais cada.

Foto: Reprodução / Tribuna da Região

Pau Brasil, no litoral sul, e Ribeira do Pombal, no agreste, devem ficar sem dois médicos para os indígenas. Já as comunidades de Euclides da Cunha, no nordeste baiano, Itamaraju, no extremo sul, e Juazeiro, no Vale do São Francisco, passarão a não contar com os únicos médicos cubanos que atendem os locais. Desde quando foi implantado o programa Mais Médicos, médicos cubanos foram também deslocados para 19 estados do país para trabalhar em Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs), informou a Folha.

O fim da parceria entre Brasil e Cuba foi anunciado na última quarta-feira (14). O país da América Central informou que a medida ocorreu após desqualificação dos profissionais cubanos pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e exigência dele de que os médicos teriam de passar por revalidação de diploma e serem contratados individualmente (entenda aqui). A Bahia é o segundo estado que deve perder mais profissionais por causa da crise diplomática (leia mais aqui).

Bahia Notícias

Juiz recebe denúncia contra réu que perfumou local do crime e cantou após matar sua ex


No último domingo  (18), o juiz substituto de Itapicuru, José Brandão Netto, recebeu a denúncia ofertada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra um homem acusado de matar a ex-namorada. De acordo com a denúncia, Alex Ferreira dos Santos, conhecido como “Lequinho”, usou cortador de unhas, faca e asfixiou a vítima com um cinto. O crime aconteceu no dia 1º de novembro, em Caraíba, na zona rural da cidade, por ciúmes.

Denúncia foi recebida pelo juiz José Brandão | Foto: Divulgação

Após manter relação sexual com a ex-namorada, o réu desferiu golpes com cortador de unhas, usou facas e deu socos no rosto da vítima na intenção de matá-la. O casal estava separado há sete meses, mas o réu disse que veio de São Paulo só para matá-la. Na decisão de recebimento da denúncia, consta que o réu ainda “ligou som bem alto” e que a “vítima demorou de morrer”. O autor do crime ainda contou que usou o perfume da vítima por toda a casa para disfarçar o forte cheiro do sangue dela. Ao ser preso, segundo descrito na decisão, ele cantarolava na viatura, pois tem o costume de “cantar ao se sentir feliz”.

Com o recebimento da denúncia, o acusado será processado pelo crime de feminicídio, no âmbito de violência doméstica e familiar, qualificado pelo motivo torpe e pelo recurso que dificultou a defesa da vítima.

Bahia Notícias

Rui fala em privatizar empresas com muitos funcionários para vencer déficit previdenciário


Para vencer o déficit previdenciário que deve se acumular em um prejuízo negativo de até R$ 4,04 bilhões até o fim de 2018, o governador Rui Costa (PT) não descartou privatizar estatais na Bahia. A ideia foi ventilada pelo gestor em reunião do Conselho Político nesta segunda-feira (19).

Foto: Reprodução / Google Street View

Na fala em que apresentou alguns planos para vencer o desequilíbrio previdenciário, Rui citou vender empresas estatais que tenham “muitos funcionários, mas pouca eficiência”. Essa seria uma das alternativas para enxugar os gastos da máquina administrativa. Outra solução, seria otimizar o número de funcionários atrelados ao estado, opção que também passa pelo plano privatizador.

Até o final deste ano, o pagamento de aposentadorias e pensões dos servidores estaduais somarão R$ 7,5 bilhões, conforme Superintendência da Previdência Estadual (Suprev). A arrecadação, porém, com pagamento do benefício será de R$ 3,4 bilhões. Deste modo, recursos do Tesouro serão aportados a fim de cobrir o déficit previdenciário de R$ 4,08 bi.

Apesar do indicativo de privatizações, o governador não listou quais empreendimentos seriam loteados. Em outubro deste ano, a revista Veja publicou uma reportagem que revelava um plano de concessões de Rui Costa durante o seu segundo governo.

De acordo com a reportagem, o petista planeja fazer a concessão à iniciativa privada da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) ou firmar uma parceria público-privada (PPP). Ainda segundo a publicação, também não está descartada a hipótese de abrir o capital da estatal e vender ações na Bolsa (veja aqui).

ALTERNATIVAS

No plano de Rui para vencer o prejuízo bilionário também estão um financiamento do déficit, como forma de alongar o período da dívida. Na mesa do Conselho Político, o que foi dito é que Rui Costa tem pago o salário dos servidores em dia e aumentado benefícios, mas que a Bahia precisa levar em consideração a baixa arrecadação e a renda per capita do estado.

O número de aposentadorias concedidas pelo estado tem crescido anualmente. Enquanto em 2015 foram 3.745 aposentadorias, em 2016 o total ficou em 6.044 e 2017 fechou em 6.739. O número de benefícios concedidos até novembro deste ano já totalizou 5.932 aposentadorias, faltando ainda um mês para encerramento do exercício.

Primeira medida paliativa para questão do aumento, fiscalizar os beneficiários não resolveu a balança. A Secretaria de Planejamento tentou a manobra realizando o recadastramento dos previdenciários. “A falta de crescimento econômico atrelado à diminuição da receita repassada pelo governo federal está virando um ciclo vicioso e, de antemão, Rui fará uma reforma administrativa em que empresas poderão ser vendidas no processo”, falou um interlocutor da base.

CONTEXTO NACIONAL

Nacionalizado, o problema previdenciário também deve ser agenda do governo federal no próximo ano. O economista Paulo Guedes, escolhido por Jair Bolsonaro (PLS) para ser o próximo ministro da Economia, deve pautar as privatizações para ajudar a resolver a questão no Brasil.

Bahia Notícias

Alagoinhas: Mais um bandido se deu mal na hora do assalto


Dois elementos em uma moto na noite de ontem dia 19, entraram numa lanchonete na 9ª Travessa Severino Vieira quando anunciaram o delito. Naquele momento alguém que estava no estabelecimento e provavelmente pode ter sido um policial, sacou de sua arma e disparou contra os bandidos.

Vendo que a ação foi frustrada, a dupla bateu em retirada deixando no local a arma do crime uma simulacro de pistola, a moto uma Honda Biz vermelha placa NYU 5698 veículo este verificado no sistema que constava como roubada no ultimo sábado.

Foi encontrado também uma mochila e dois capacetes, além de existir marcas de sangue no chão.

A PM se fez presente ao local, onde logo recebeu a informação de que uma pessoa baleada deu entrada no Hospital Dantas Bião.

Deslocado a aquela unidade de saúde confirmaram que a pessoa que ali procurou ajuda médica, tratava-se de Wallace Mateus Cabral Sales de 18 anos, residente na rua são Lourenço no bairro da Santa Terezinha, ele confessou que participou do assalto a lanchonete e ainda indicou o nome de sua parceira uma tal de Jaqueline, que encontra-se foragida.

Os disparos atingiram no braço e abdômen, depois de ouvido pelos militares ele seguiu direto para o centro cirúrgico, e quando tiver alta, será apresentado na delegacia para as medidas cabíveis serem adotadas.

Lembrando que na sexta feira da semana passada, outra dupla de marginais no momento em que assaltavam um transeunte na frente da Cenec na rua 15 de Novembro, também sofreram reação popular, onde uma pessoa efetuou disparo atingindo um dos marginais nas nádegas.

Ou seja o povo esta começando a reagir, não é bom, mas estão começando.

Feriado teve 39 acidentes e dois mortos


A redução foi de 75%, comparado ao ano passado, quando oito pessoas vieram a óbito

Foto: Divulgação/ PRF

O Balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA) registrou duas mortes no feriado prolongado da Proclamação da República . A informação foi divulgada nesta segunda-feira (19). A redução foi de 75%, comparado ao ano passado, quando oito pessoas vieram a óbito. No caso de acidentes, foram 39 este ano, diminuição de 20,41% em relação a 2017, que registrou 49 acidentes. Em relação aos acidentes graves, aqueles em que há, pelo menos, um ferido grave ou óbito, foram 8 neste ano, retração de 33,33% ao registrado em 20, quando foram 12.

Um dos acidentes com morte ocorreu no sábado (17), em um trecho da BR-116 em Jequié, no Médio Rio de Contas, sudoeste. Dois veículos colidiram frontalmente, após ultrapassagem indevida, vitimando um idoso de 70 anos. O outro acidente, também uma colisão frontal, ocorreu neste domingo (18) em um trecho da BR-242 em Itaberaba, no Piemonte do Paraguaçu.

Ainda conforme a PRF, nos cinco dias de trabalhos do feriado, foram fiscalizados 6.518 veículos e 7.078 pessoas, com destaque para 433 autuações a condutores fazendo ultrapassagens proibidas e 28 motociclistas autuados pelo não uso de capacete. Os números apresentados de pessoas e veículos fiscalizados representam, respectivamente, um aumento de 90% e 104% em relação a 2017.

Bahia.ba