Aliados se alarmam com erros e recuos no governo Bolsonaro


Na avaliação dos dirigentes, caso o presidente não “arrume a casa”, poderá encontrar na volta do recesso um Congresso disposto a apostar na desorganização para extrair vantagens

Dirigentes de legendas alinhadas ao governo de Jair Bolsonaro estão assustados com a sequência de informações desencontradas, recuos e notícias desfavoráveis a integrantes da nova gestão.

Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a avaliação é de que os nomes do primeiro escalão abusam do direito de errar e que, caso o presidente não tente “arrumar a casa”, poderá encontrar na volta do recesso um Congresso pouco simpático, disposto a apostar na desorganização do governo para extrair vantagens.

Na última semana, o presidente anunciou aumento do IOF, revisão da tabela do imposto de renda e uma idade mínima para a reforma da Previdênciasendo desmentido pela equipe, que chegou a aconselhar que ele evite temas econômicos em suas falas. Em seguida, Bolsonaro recuou sobre a possibilidade de o país abrigar uma base militar americana.

As “cerejas do bolo” foram as notícias de que o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, usou notas fiscais sequenciais emitidas pela empresa de um amigo para solicitar verba indenizatória da Câmara, e a promoção obtida pelo filho do vice-presidente Hamilton Mourão no Banco do Brasil.

Metro1

 

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Aragão Notícias.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Aragão Notícias pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.