Após pedido de 80 anos de prisão, defesa diz que Geddel ‘certamente’ será absolvido


Ex-ministro responde a processo no Supremo Tribunal Federal após apreensão de R$ 51 milhões em Salvador

Depois de a Procuradoria Geral da República (PGR) pedir que o ex-ministro baiano Geddel Vieira Lima cumpra 80 anos de prisão, o advogado dele, Gamil Foppel, divulgou uma nota na qual disse lamentar que terem sido ignoradas todas as provas produzidas na instrução processual.

Brasília – Entrevista coletiva do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira, após reunião de Temer com líderes da base aliada (Valter Campanato/Agência Brasil)

 

Para ele, as alegações finais foram “lastreadas em vazias afirmações não comprovadas” e em elementos de prova “marcados por flagrante ilicitude”.

“Serão oferecidas tempestivamente alegações finais pela defesa, que aguarda seja proferido acórdão absolutório, haja vista a inexistência de elementos mínimos de prova que permitam uma condenação. A defesa confia na imparcialidade do Judiciário, cuja análise será feita unicamente pelo que consta do processo o que, certamente, levará à absolvição”, disse Foppel na nota.

Geddel responde a processo no STF juntamente ao irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, por conta da apreensão de R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador.

Bahia.ba

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Aragão Notícias.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Aragão Notícias pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.