Maradona vê a França como ‘séria candidata a vencer a Copa’


A lenda do futebol argentino Diego Armando Maradona assegurou que a França “é séria candidata a vencer a Copa do Mundo”, na quarta-feira, 12, à noite, no programa que diariamente apresenta na emissora Telesur.

“Acho que a França é séria candidata a vencer a Copa do Mundo”, declarou Maradona no programa “De la mano del 10”, transmitido antes de saberem que a Croácia seria a adversária dos ‘Bleus’ na final, após vencer a Inglaterra por 2 a 1 na prorrogação.

O técnico francês Didier “Deschamps encontrou o meio-campo justo”, acrescentou. “Com (N’Golo) Kanté, que se destaca, é uma formiguinha que via para todos os lados e que quando tem que sair em velocidade também tem velocidade”, destacou sobre o meia francês.

A França “tem um goleiro sólido (Hugo Lloris) e uma defesa que, quando vai para cima, faz gols (…) E no ataque tem figuras como (Kylian) Mbappé e (Olivier) Giroud, que parece que não faz um trabalho brilhante, mas desafoga” os outros atacantes, analisou.

Maradona também elogiou Mbappé: “só tem 19 anos, poderia estar jogando no sub-20 e está se saindo muito bem na Copa do Mundo”.

Tudo isso “é mérito de Deschamps, que encontrou o segredo”.

A estrela argentina também falou da estrela francesa Antoine Griezmann: “Começou jogando com o ‘Cholo’ (técnico do Atlético de Madrid Diego Simeone), mas muito inteligentemente lhe fez recuar 10 metros, para ter mais contato com a bola e seguir perto do gol”.

“É rápido, não tem medo de ninguém e não é egoísta”, destacou.

Maradona também se referiu à composição da equipe francesa, com a maioria de jogadores de pais imigrantes.

“Mbappé, cujo pai é de Camarões e a mãe é da Argélia; Pogba, cujos pais são da Guiné; Matuidi de pais da Angola; Umtiti nasceu em Camarões diretamente e vieram primeiro; Kanté, com pais do Mali … Há 19 jogadores africanos que estão jogando o campeonato mundial” com a França, destacou Maradona no programa.

“Apenas quatro jogadores são de pais estritamente franceses, os demais são de origem africana”, completou o apresentador do programa, o uruguaio Víctor Hugo Morales.

AFP

Fechamento da Fafen-BA pode causar problemas aos pacientes em hemodiálise


A decisão do governo federal em fechar as Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) da Petrobrás pode levar à morte milhares de pacientes com problemas renais e que necessitam da hemodiálise para sobreviver. De acordo com a Sindipetro, o fechamento da Fafen Bahia vai causar um forte impacto na empresa Carbonor S.A, situada no Polo Petroquímico de Camaçari, única detentora de tecnologia de produção de bicarbonato de sódio para uso farmacêutico e em especial para hemodiálise no Brasil, atendendo também a outros países na América do Sul.

Foto: Divulgação

O diretor industrial da Carbonor, Ascânio Muniz Pêpe, se mostra preocupado com a situação. Para ele, o fechamento da Fafen, que produz insumos utilizados por diversas outras empresas, é um assunto muito complexo e que não pode ser decidido de forma tão rápida. “Para nós a melhor opção é que a Fafen continue operando, mas se isto não for possível, que haja discussão com os interessados sobre o assunto e que se dê um prazo maior para que as empresas busquem alternativas para se reestruturar e suprir a ausência da Fafen”, afirma. Segundo ele, as empresas que necessitam da Ureia e Amônia também vão ter sérios problemas, mas nada comparado com o que pode acontecer com a Carbonor.

Além dos empresários, representantes dos poderes executivo e legislativo e a sociedade já externaram preocupação com as consequências negativas (perda de empregos e receitas) que vão ser provocadas com o fechamento das Fábricas de Fertilizantes da Petrobrás para os estados e municípios, particularmente da Bahia e Sergipe. O Sindipetro Bahia já organizou diversas audiências públicas, na Bahia e no estado e em Brasília, para tratar sobre o assunto, conseguindo que a Petrobrás adiasse para 31 de outubro deste ano a decisão de fechar as duas fábricas, localizadas no Polo Industrial de Camaçari e em Laranjeiras.

O coordenador do Sindipetro Bahia, Deyvid Bacelar, adverte que “os fertilizantes são insumos essenciais à produção agrícola, sendo necessário tratar sua produção como questão de Segurança Nacional”. Para ele, “além desta questão muito delicada que envolve a vida das pessoas que necessitam da hemodiálise, a parada da FAFEN-BA e das demais Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados do país, coloca em risco também a nossa Soberania Alimentar e o Agronegócio, uma vez que a produção agrícola passará a depender totalmente da importação de fertilizantes”.

Bahia Notícias

Alagoinhas: Jovem foi assassinato na barbearia


Por volta das 11h45 desta sexta-feira 13, um jovem de pré nome Carlos foi assassinado numa barbearia que funciona no conjunto Pinto Aguiar. Segundo testemunhas ele trabalhava ali como barbeiro, e no momento do ocorrido estava também com um colega de profissão no estabelecimento.

Chegaram dois elementos de moto onde o carona já desceu de arma em punho acertando Carlos em diversas partes do corpo principalmente na cabeça. Seu colega correu para o banheiro se refugiando por lá. Em seguida saiu do recinto acionando a polícia.

Segundo ele foram mais de 10 disparos. Ele não soube informar se o colega tinha algo de errado com alguma pessoa. A vítima morava em um quarto alugado no Jardim Petrolar e deixou a companheira grávida.

Informações repassadas pelo colega Miranda de Lima que esteve no local.
O corpo foi encaminhado ao IML.

Com decreto municipal, terreiros de Candomblé e baianas do acarajé de Alagoinhas serão regulamentados e mapeados


Visando o combate à exclusão e à desigualdade social e tendo como base, os direitos e benefícios garantidos pela política nacional e estadual de promoção da Igualdade Racial, em um dia histórico e emocionante para o município, o prefeito Joaquim Neto assinou,  nesta  quarta-feira (11), no Gabinete da Prefeitura, quatro decretos que lançam o Programa Terreiro  Legal, o reconhecimento e cadastramento das baianas de acarajé, mingau e vendedoras de beiju, o reconhecimento dos templos das religiões de matriz africana existentes no município como organizações religiosas para fins jurídicos administrativos e sociais, passando a ter os mesmo benefícios sociais e tributários de outras religiões, como isenção de impostos e captação de recursos públicos,  e a regulamentação da indumentária das baianas de acarajé, que  terão de seguir as tradições para o uso de vestimenta e para montar o tabuleiro.

Por meio do Programa Terreiro Legal, os Povos e Comunidades de Terreiros  terão mais facilidade para fazer regularização fundiária e se organizar como instituições jurídicas. O decreto engloba  povos e comunidades como Unzon, Mansu, Centros de Umbanda, Centros de Caboclo, de Ilê Axé e outros. A Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo(SECET) em parceria com a Diretoria de Reparação irá organizar um banco de dados com o registro das comunidades que existem em Alagoinhas.

De acordo com Luiz Cézar, presidente  da Associação dos Terreiros de Alagoinhas, fundada há quatro anos,  a importância da assinatura dos decretos é uma conquista que envolve a afirmação da identidade e do reconhecimento do poder público municipal. “Já tínhamos o nacional e o estadual e faltava o do município”, disse. “É mais um núcleo que se abre e a cidade irá ganhar muito,  porque a ABAM junto com a prefeitura irá contribuir para se organizem e sejam conscientizadas de que precisam estar caracterizadas de acordo com as tradições, porque as baianas são reconhecidas como profissão desde 14 de julho do ano passado e também isso vai ajudar muito o turismo local”, afirmou Noélia Pires,  presente no evento representando a Associação Nacional das Baianas de Acarajé – ABAM.            Para Marizélia Soares,  diretora municipal de Reparação, os decretos representam um grande passo para  valorização dos povos de matriz africana das comunidades tradicionais “A valorização que o prefeito esta dando à nossa cultura e identidade é um grande avanço, todos já  estão esperando acontecer a publicação para irmos para ruas. A primeira etapa será de cadastro das baianas de acarajé e a segunda etapa será de mapeamento dos terreiros”, disse.

Emocionada, a vice=prefeita e secretaria de Cultura, Esporte e Turismo(SECET), Iraci Gama, ressaltou  a nossa matriz cultural como ponto de união. “O que faz que povo seja povo são as suas raízes”.

“ Todos têm liberdade de escolha de religião e  com o reconhecimento dos terreiros, não haverá distinções.  Os terreiros e suas atividades  são muito importantes também   pela função social que  têm nas suas comunidades”, afirmou o prefeito Joaquim Neto.

Na oportunidade, o Joaquim Neto também assinou um Projeto de Lei que tem por objetivo o reconhecimento do acarajé como patrimônio cultural do município.

Também estiveram presentes no evento, Cristiano Pedreira da Silva (Instituto Houri), Denise Assis dos Santos ( IFBA), a presidente do Afoxé Filhos do Congo, Lindinalva da Silva, o advogado Antônio Kléber Almeida, representando a OAB, Guarda Municipal, Salvador dos Santos,  Jovenilson de Jesus, Ana Rita Souza de Araújo (CEN GYÁNI Aebantu), Angélica de Almeida e Silvana Oliveira (Auterma), o Diretor de Turismo, Erivaldo da Silva, Nadinho do Congo, representando os Filhos do Congo e Luiz Carlos Medeiros, representante da Procuradora Jurídica ( PROJU).

Pré candidato à deputado estadual Edvaldo Júnior firma parceria com o pré candidato à deputado federal Victor Boris.


Pré Candidato à Deputado Estadual Edvaldo Júnior (PTC) fechou uma parceria com o Pré Candidato à Deputado Federal Victor Boris (PTC). Com isso e mais o apoio da cidade de Araças-Bahia, Edvaldo Júnior e Victor Boris trabalham para serem um dos deputados majoritários da região.

Na manhã de sexta (13), Edvaldo Júnior e Victor Boris estiveram juntos no Primeiro Encontro Territorial de diabéticos na cidade de Alagoinhas-Bahia.

Para Edvaldo Júnior, a nova parceria vai render bons frutos para o povo de Araças-Bahia. “ É um grande orgulho fechar essa parceria com Victor Boris, um jovem sério e íntegro que vai representar Araças na Câmara de Deputados. Victor Boris é querido e respeitado em toda a região, ressaltou”.