Bahia vence no tempo normal, mas cai na disputa por pênaltis na Sul-Americana


Vinicius e Zé Rafael desperdiçaram as cobranças; Edigar Junio converteu

O Bahia está fora da Copa Sul-Americana de 2018. Apesar da desvantagem no placar agregado, a equipe comandada por Enderson Moreira arrancou o triunfo por 1 a 0 sobre o Atlético Paranaense, no tempo normal, com gol de Douglas Grolli, e levou a decisão para a disputa por pênaltis. No entanto, o Tricolor não suportou a pressão da Arena da Baixada e perdeu nas cobranças de tiros livres por 4 a 1. Zé Rafael e Vinicius desperdiçaram. Edigar converteu.

(Foto: divulgação/ Bahia)

Com o resultado, o Bahia cai fora do torneio e foca exclusivamente no Campeonato Brasileiro, onde ocupa a 12ª posição. Agora, o Esquadrão enfrenta a Chapecoense neste domingo (4), às 18 horas, na Fonte Nova, em jogo válido pela 32ª rodada da competição.

O jogo

Em busca de um resultado positivo, o Bahia iniciou a partida com a marcação alta para pressionar a saída do Atlético Paranaense. Contudo, foram os donos da casa que chegaram primeiro. Aos 8 minutos, Pablo soltou uma bomba para o gol, mas Douglas defendeu com tranquilidade. Aos 10, aconteceu outra polêmica envolvendo as equipes. Zé Rafael recuperou a bola e tocou para Brumado, que abriu o placar. Porém, o árbitro anulou o gol. Aos 33, o Cap chegou novamente. Veiga cobrou a falta por baixo da barreira e a bola passa ao lado do gol. Nos minutos finais as equipes deixaram de criar oportunidades concretas, mas aos 46 o Tricolor marcou. Léo cobrou na área, Nilton chutou e Grolli empurrou para o gol. Um a zero. Fim do primeiro tempo.

Segundo tempo

Apesar do nervosismo, o Atlético Paranaense entrou mais ligado na segunda etapa, enquanto a equipe comandada por Enderson Moreira buscou acalmar o jogo. Aos 9 minutos, o Furacão assustou. Jonathan cruzou e Nikão, de voleio, desviou para fora. Novamente, aos 18, os comandados de Tiago Nunes assustaram. Dessa vez, Raphael Veiga, pegou de fora da área e exigiu uma boa defesa do goleiro do Esquadrão. Os minutos passaram e o confronto ficou ainda mais nervoso, com poucas chutes ao gol. Somente aos 34 minutos, surge outra chance. Nilton deu ótimo passe para Edigar Junio, ele partiu pra cima da zaga e bateu fraco para fora. A partir daí as equipes evitaram se expor e levaram o jogo para os pênaltis.

FICHA TÉCNICA

Bahia x Atlético-PR
Copa Sul-Americana – Quartas de final (2º jogo)
Local: Arena da Baixada, Curitiba – 31/10/2018
Horário: 21h45
Árbitro: Diego Haro (PER); auxiliado pelos também peruanos peruanos Jonny Bossio e Coty Carrera.
Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Nilton, Flávio e Élton (Gregore); Élber (Vinicius) e Zé Rafael; Brumado (Edigar Junio). Técnico: Enderson Moreira.
Atlético-PR: Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington (Bruno Guimarães), Lucho González e Raphael Veiga; Nikão (Bergson), Marcelo (Rony) e Pablo. Técnico: Tiago Nunes.
Cartões amarelos: Léo, Vinicius, Élber e Zé Rafael (Bahia); Renan Lodi e Bruno Guimarães (Atlético Paranaense)

Varela Notícias

 

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Aragão Notícias.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Aragão Notícias pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.