Bolsonaro já tem nove nomes para ministérios em eventual governo


Presidenciável tem esboço para nove pastas: Economia, Casa Civil, Educação, Saúde, Transportes, Defesa, Ciência e Tecnologia, Justiça e Agricultura

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) já tem um esboço de pelo menos 9 titulares de ministérios em um eventual governo, informa a Folha.

Segundo a publicação, além de Paulo Guedes na Economia – pasta que reuniria Fazenda e Planejamento – os outros nomes são Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Stravos Xanthopoylos (Educação), Henrique Prata (Saúde), Osvaldo Ferreira (Transportes), Augusto Heleno (Defesa), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Gustavo Bebianno (Justiça) e Nabhan Garcia (Agricultura).

O presidenciável prometer diminuir o número de pastas de 29 para 15. Nesse contexto, Educação abarcaria também Cultura e Esportes e seria administrada por Xanthopoylos, diretor de relações internacionais da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) e ex-integrante da Fundação Getúlio Vargas, conhecido na campanha como “o grego”.

Cotado para a Saúde, Henrique Prata é presidente do Hospital do Câncer de Barretos. Nos Transportes, o general quatro estrelas da reserva Nabhan Garcia seria o preferido do candidato do PSL.

Também general da reserva, Augusto Heleno já foi anunciado como eventual ministro da Defesa. Heleno chegou a ser cogitado para ser vice de Bolsonaro.

Outro que chegou a ser cotado para compor a chapa, o astronauta Marcos Pontes é apontado como favorito para Ciência e Tecnologia. Para a Justiça, o presidente interino do PSL, Gustavo Bebianno, é o mais cotado. Formado em Direito pela PUC-Rio, Bebianno comanda a estratégia jurídica da campanha e tem negado que vá ocupar o cago em caso de vitória do candidato do PSL.

Outro nome sondado internamente para a pasta é Antonio Pitombo, advogado de Bolsonaro em ações que o deputado responde no Supremo Tribunal Federal (STF).

Presidente da União Democrática Ruralista (UDR), Nabhan Garcia é o principal cogitado para o Ministério da Agricultura, pasta que deve reunir também o Meio Ambiente.

Foto: Billy Boss/ Câmara dos Deputados

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Aragão Notícias.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Aragão Notícias pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.