Ex-governador de Goiás Marconi Perillo é preso pela PF


O ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) foi preso nesta quarta-feira (10) em Goiânia. Segundo o G1, a prisão aconteceu enquanto ele prestava depoimento à Polícia Federal em operação que investiga pagamento de propinas em campanhas eleitorais.

O depoimento estava marcado para às 15h, mas Perillo teria chegado duas horas mais cedo e entrado pelos fundos para evitar os jornalistas. Segundo o advogado do ex-governador, Antônio Carlos Almeida, conhecido como Kakay, ele teria chegado com duas horas de antecedência e recebeu o decreto de prisão quandoiniciava o depoimento.

Ainda de acordo com a defesa, Perillo decidiu manter o depoimento por “ser o principal interessado no esclarecimento dos fatos”. À publicação, a PF afirmou que o ex-governador continuava em oitiva às 16h30.

Ele é considerado suspeito de receber R$ 12 milhões em propina de empreiteiras para os pleitos eleitorais em 2010 e 2014. A operação ocorreu em decorrência de delações da Odebrecht na Operação Lava Jato.

A defesa de Perillo se declarou “perplexo” e afirmou que não existe fato novo que justifique a prisão. “Na visão da defesa, esta nova prisão constitui uma forma de descumprimento indireto dos fundamentos das decisões de liberdade concedidas a outros investigados”.

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Aragão Notícias.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Aragão Notícias pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.