Feira teve média de um assassinato por dia em 2018; confira os bairros mais violentos


Em 2018, ao menos 20 homicídios ocorreram em residenciais do Minha Casa, Minha Vida. Em bares ocorreram 16 assassinatos.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

A Polícia Civil de Feira de Santana registrou 355 homicídios e 13 latrocínios (roubo seguido de morte) em 2018, totalizando 368 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). No mesmo período em 2017 foram registrados 353 homicídios e 20 latrocínios, totalizando 373 CVLIs.

Além destas mortes foram registrados no ano passado 13 excludentes de ilicitude (legítima defesa) – em 2017 foram 04 excludentes. A Polícia Civil também registrou 59 mortes em decorrência de oposição/ intervenção policial (confronto entre policiais e bandidos) em 2018. No mesmo período em 2017 foram 38 mortes e em 2016 foram 52.

Com relação aos latrocínios houve redução significativa. Em 2017 ocorreram 20 latrocínios e em 2018, foram 13. O levantamento foi feito pelo repórter Aldo Matos do Acorda Cidade.

No ano passado 28 mulheres foram assassinadas em Feira de Santana, já em 2017, foram 27. Destas 28 mulheres mortas em 2018, vinte e uma foram mortas a tiros, quatro a facadas, quatro foram estranguladas

Conforme o levantamento, 342 homens foram assassinados em 2018, sendo que 324 foram mortos a tiros, 14 a facadas, dois a pedradas, dois espancados.

Em 2018, ao menos 20 homicídios ocorreram em residenciais do Minha Casa, Minha Vida. Em bares ocorreram 16 assassinatos e no interior do Centro de Abastecimento foram 4.

Nove ex-presidiários estão entre os homens mortos e dois policiais militares.

Bairros e Distritos

O distrito de Humildes registrou em 2018 o maior índice de assassinatos da Zona Rural de Feira de Santana. Foram 09 casos, ficando a frente de muitos bairros em relação ao alto índice de homicídios. Queimadinha e Centro da cidade foram os locais da cidade com o maior número de assassinatos registrados entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2018.

Confira a relação de bairros que registraram homicídios:

Bairros

1. Queimadinha – 21 assassinatos ou CVLIS
2. Centro – 19 assassinatos
3. Santo Antônio dos Prazeres e Mangabeira – 18 (Cada bairro)
4. Papagaio – 16 assassinatos
5. Rua Nova – 16
6. Tomba – 12 assassinato
7. Conceição, George Américo, São João e Campo Limpo – 11 (cada bairro)
8. Jardim Cruzeiro – 10
9. Feira VII e Gabriela – 09 (cada bairro)
10. Aviário, Asa Branca, Baraúnas e Feira X – 08 assassinatos (cada)

Demais bairros

11. Cidade Nova e SIM – 07 assassinatos (cada)

12. Santa Mônica, Sítio Matias e Barroquinha – 06 (cada)

13. Jardim Acácia, Tanque da Nação – 05 (cada)

14. Novo Horizonte e Caseb – 04 assassinatos (cada)

15. Liberdade, Chácara São Cosme, Conjunto Francisco Pinto e Pedra do Descanso – 03 – assassinatos (cada).

16. Sobradinho, Irmã Dulce, Ponto Central, Calumbi, Subaé, Parque Panorama, Muchila, Pampalona, Parque Getúlio Vargas, 35ºBI, Jussara, Lagoa Salgada, Nova Esperança e Sítio Novo – 02 homicídios em cada bairro.

17. Expansão do Feira IX, Brasília, Parque Ipê, Bom Viver, Viveiros, Parque Lagoa Subaé, Limoeiro, Olhos D’Água, CIS, Feira V, Pedra Ferrada, Campo do Gado Novo, Conjunto Diadema, Conde, Feira IX – um assassinato em cada baixo

Distritos
1. Humildes – 09 assassinatos
2. Maria Quitéria – 06
3. Matinha – 06
4. Governador João Durval (Ipuaçu) -04
5. Bonfim de Feria -04
6. Jaguara – 03
7. Tiguaruçu – 02
8. Jaíba – 0 assassinatos

O levantamento também contabilizou 18 duplos homicídios em 2018, já em 2017 foram,13 – Em 2018 também foi registrado um triplo homicídio.

Veja a seguir o número de CVLIs por áreas de atuação das Companhias Independentes da Polícia Militar (CIPMs).


Acorda Cidade

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Aragão Notícias.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Aragão Notícias pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.