“Índio” o terror da BA 093 e da estrada de Imbé tombou em confronto com uma Força Tarefa


Um Força Tarefa comporta pelas guarnições da 56 CIPM, DRACO, DEPIM, Delegacia de Catu, POLÍCIA FEDERAL, e CIPE LITORAL NORTE, se uniram para por fim a uma das quadrilhas que mais aterrorizaram as estradas da BA 093, trecho entre Pojuca e Entre Rios, fazendas e sítios da região.

Vários assaltos a veículos de passeio, bancos, homicídios e tráfico de drogas, eram as ações de Joselito da Conceição Soares vulgarmente conhecido como ÍNDIO.

Diversas foram às investidas policias na tentativa de capturar o fora da lei, mas este conhecedor de toda geografia da região, sempre conseguiu escapar aos cercos  dando assim seqüência a sua vida criminosa.

Desde quarta feira os policias estavam nas diligências e efetuando campanas com intuito de prender os marginais,  quando surgiram notícias de que estes estariam se homiziando na localidade de Calçada Nova cidade de Entre Rios.

Uma patrulha rural foi montada e conseguiu chegar ao ponto de encontro da quadrilha.  No meio da mata armas de grosso calibre foram vistas e ali a certeza de que um confronto seria inevitável.

Dada voz de prisão teve início a uma grande troca de tiros, onde no cessar fogo um elemento estava caído ao solo. Ele estava em posse de um colete balístico e uma pistola nas mãos, ou seja caiu segurando a arma.

No hospital depois do óbito confirmado o mesmo foi identificado como sendo Alvani Jackson Silva Santos de 30 anos, o qual tinha mandado de prisão em aberto pesando contra ele autoria de um latrocínio, que ocorreu em uma sonda terrestre na área de Mata de São João no dia 12 de dezembro 2017, cuja a  vítima foi o funcionário da empresa  Henrique Dantas que levou um tiro na cabeça.

No local também foi encontrado três veículos roubados por eles: Gol vermelho placa JPY 8975, HB20 preto placa PJS 2685 e um Onix cinza placa PJT 2531.

Referente a arma de Alvani tratava-se de uma pistola calibre Ponto 40 marca Ruger, municiado com 27 cartuchos.

Ainda na seqüência das operações, um táxi modelo Cobalt Chevrolet de Pojuca, foi fretado para levar os demais integrantes da quadrilha, onde foi montado um bloqueio logo após o pedágio, em que os marginais se vendo oprimidos a se entregarem, desceram do veículo abrindo fogo na tentativa de fuga.

Na refrega das munições,  mais três elementos acabaram morrendo sendo identificados como:

Leonardo Nepomuceno Souza vulgo PEQUENO, um homem sem identificação,  mas apelidado de MANICÔMIO e  Joselito da Conceição Soares o ÍNDIO chefe da organização criminosa, que finalizava ali a sua vida fora da lei.

Mais duas pistolas e um revólver todos municiados, além de dois cordões de detonação de explosivos com espoletas  foram apreendidos, e encaminhados a autoridade policial que adotou as medidas cabíveis lavrando também a ocorrência do auto de resistência.

Os corpos foram encaminhados ao IML de Alagoinhas.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Aragão Notícias.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Aragão Notícias pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.