Conde: PM apreende 2 kg de sementes de maconha, e erradica plantio da erva no município


PM apreende cerca de 2 kg de sementes de maconha e erradica plantio da erva no município do Conde

Por volta das 05h da manhã desta quinta-feira (09), policiais militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) da 51ª Companhia Independente, do Conde, apreenderam cerca de 2 kg de sementes de maconha e erradicaram alguns “pés” da erva, no Povoado de Cangurito.

Uma denúncia anônima possibilitou a ação da Polícia Militar, que resultou na apreensão de toda a droga “in natura”, na Fazenda Lua Alta, no referido Povoado, local de difícil acesso (03 km de mata a dentro).

Apesar de não encontrar ninguém na propriedade, os policiais observaram que haviam indícios recentes de colheita da erva.

Todo o material apreendido foi apresentado na Delegacia para as devidas providências, e o que havia de plantio foi erradicado no local.

Guerrero volta ao Rio e diz: “Eu mostro as provas que eles quiserem”


O atacante Paolo Guerrero voltou ao Rio de Janeiro. Em Lima, no Peru, desde o último domingo, o jogador do Flamengo, punido pela Fifa por 30 dias por ter sido flagrado em exame antidoping, desembarcou no terminal internacional do Aeroporto do Galeão no início da manhã deste sábado. Ele falou pela primeira vez com a imprensa brasileira desde o início do caso.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, Guerrero disse que a contraprova, aberta na última quinta-feira e que teve o mesmo resultado do pote A, indica “um pouquinho” que houve contaminação. O centroavante ainda lamentou a punição da Fifa e garantiu que provará que é inocente – se não conseguir, pode ser punido em até quatro anos.

Veja, abaixo, a rápida conversa com Guerrero:

GloboEsporte.com: Já deu para assimilar tudo o que está acontecendo? Caiu a ficha?

– Não deu para assimilar, porque eu não fiz nada. Sou inocente. Na contraprova B deu para ver um pouquinho que isso pode ser contaminação. Isso pode acontecer na água, na comida. Tenho informações muito claras das pessoas do laboratório. Acho que a Fifa me suspendeu muito rápido quando não tinha aberto ainda a contraprova B.

– Não estou entendendo muito bem. Estou muito chateado, muito triste, porque deixo de jogar pelo Flamengo jogos importantes. Eu vou apelar. Estou mostrando minha inocência, mas já está prejudicando muito a minha imagem, o meu trabalho. Estou muito triste. Agora, tenho de continuar. Não posso parar, porque sou inocente. Estou nisso. Eu mostro as provas que eles quiserem.

Você acha que foi um chá antigripal?

– Se suspeita muito, mas as informações que eu tenho são de que isso pode acontecer na comida, nas coisas que toma. A substância pode durar no corpo no máximo cinco dias. Eu já peguei todas as informações. Eu desci no Peru e fui direto para a concentração. Então, eu tenho 16 anos jogando futebol profissional e nunca aconteceu nada. São coisas que a Fifa pode provar, nunca tive problema nenhum com isso. Vou continuar provando minha inocência. Estou trabalhando para isso.

O caso

Guerrero testou positivo para benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína, em exame antidoping realizado após o jogo entre Peru e Argentina, no mês passado. A partida era válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Por causa disso, a Fifa suspendeu o atleta por 30 dias preventivamente.

A defesa de Guerrero tentou interromper a punição da Fifa, mas o pedido foi recusado. Agora, o atacante continua impedido de atuar pelo Flamengo e pela seleção peruana. Ele deve voltar a treinar no Ninho do Urubu nos próximos dias.

Segundo a defesa, o metabólito benzoilecgonina – presente na cocaína – e encontrado na urina do centroavante do Flamengo é proveniente da folha de coca utilizada para chá consumido em diversos países da América do Sul. Os advogados apontam contaminação em um outro tipo de chá ingerido pelo jogador.

A Fifa marcou o primeiro julgamento do caso para o dia 30 de novembro, na Suíça. Guerrero deve comparecer.

Funcionários da Mercedes são assaltados na saída de Interlagos; Carro blindado da FIA escapa


Vans de equipes de Fórmula 1 e um carro da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) foram abordados por homens armados nos arredores do Circuito de Interlagos na noite desta sexta-feira, dia de treinos livres para o GP do Brasil. O episódio ocorreu na Avenida Interlagos, por volta das 20h, quando os funcionários deixavam o circuito.

Os bandidos pararam vans que levavam mecânicos de equipes. O veículo com integrantes da Mercedes foi assaltado. Uma van da Williams estava logo atrás, e testemunhou o ocorrido. No twitter, Lewis Hamilton deu detalhes: disse que tiros foram disparados e armas foram apontadas para as cabeças dos funcionários.

Os assaltantes tentaram roubar também um carro com funcionários da FIA que vinham logo atrás. Eles chegaram a bater com as armas no vidro, mas o veículo era blindado e conseguiu escapar.

Após os incidentes, quem ainda estava trabalhando no autódromo foi avisado dos problemas e pediu segurança para a organização para deixar Interlagos. Com isso, os funcionários restantes saíram escoltados por policiais até a entrada da Marginal Pinheiros.

O GloboEsporte.com entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar de São Paulo, que informou que não recebeu nenhum registro de ocorrência.

Não é a primeira vez que pessoas envolvidas com a F1 são abordadas por ladrões durante a semana do GP do Brasil. Em 2010, Jenson Button sofreu uma tentativa de assalto quando seguia para o hotel e conseguiu escapar por ter o carro blindado.

O GP do Brasil será disputado neste domingo, a partir das 14h.

* Com colaboração de TV Globo e SporTV

Corpo é encontrado carbonizado dentro de sofá em Vitória da Conquista


Na manhã desta sexta-feira (10), um corpo foi encontrado carbonizado dentro de um sofá, às margens do Anel Rodoviário do município de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano.

O corpo foi encontrado por populares que entraram em contato com a polícia.

Ainda não há informações sobre a autoria do crime, nem sobre a identidade da vítima.

O corpo foi levado para perícia no Instituto Médico Legal (IML).

Vídeo: estudantes são levados para escola por caminhão ‘Pau de Arara’ na Bahia


Circula nas redes sociais um vídeo gravado por estudantes do município de São Felipe, interior da Bahia, em que eles aparecem sendo transportados para a escola, a bordo de um de um caminhão conhecido como “Pau de Arara”.

É possível ver no vídeo, que a carroceria do veículo está lotada de alunos. Em determinado trecho do vídeo, ônibus escolares aparecem estacionados ao longo do caminho.

Em nota, para o site Cleriston Silva, a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação de São Felipe apontou que foi errada a atitude do motorista e, ressaltou que tal ação foi “descabida e irresponsável”. Veja o vídeo abaixo: