Casal brasileiro é preso em Miami, acusado de lavar dinheiro de ‘coiotes’


Investigações apontam que, por meio de quatro empresas, Eduardo Pereira e Marcia Tiago lavavam dinheiro de uma quadrilha especializada em levar pessoas ilegalmente para os EUA
Um casal de brasileiros foi preso em Miami, no estado norte-americano da Flórida, acusado de integrar um “sofisticado” esquema para lavar dinheiro de coiotes — como são conhecidas os agenciadores que levam pessoas ilegalmente para os Estados Unidos.

 
Eduardo Pereira, 49 anos, e Marcia Tiago, 48, estão presos desde o último dia 23. De acordo com a rede de TV NBC, uma juíza determinou que eles podem cumprir prisão domiciliar, desde que paguem uma fiança de US$ 300 mil (cerca de R$ 950 mil), cada. O casal também precisaria provar que esse dinheiro não tem origem ilegal.
As investigações apontam que, por meio de quatro empresas, Eduardo e Marcia lavavam dinheiro de uma quadrilha especializada em levar pessoas ilegalmente para os EUA. Tal quadrilha seria chefiada por Vantuir de Souza, que estaria cumprindo prisão domiciliar no Brasil, acusado de contrabando humano.
O grupo chegava a cobrar US$ 25 mil (quase R$ 80 mil) para levar um imigrante ilegal ao território norte-americano. A travessia era feita em duas etapas. Primeiro, os interessados eram levados do Brasil ao Caribe, onde não há cobrança de visto de entrada. Em seguida, eram transportados de barco até o sul da Flórida, de onde seguiam de carro para estados como Nova Jersey e Pensilvânia. O dinheiro, aliás, só era entregue — por familiares ou amigos dos clientes — depois que eles chegavam ao destino.
O negócio era lucrativo e, conforme as invetigações, desde 2015, o grupo teria faturado — e o casal lavado — mais de US$ 8 milhões (equivalente a mais de R$ 25 milhões).
Procurado pela reportagem, o Ministério das Relações Exteriores não informou se está ciente ou se acompanha o caso.

Correio Braziliense

Ministro do STF mantém suspensão de indulto assinado por Temer


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, manteve suspensos trechos do decreto editado em dezembro pelo presidente Michel Temer que abrandavam as regras para concessão do indulto de Natal.

Os benefícios, de acordo com o G1, foram suspensos no final do ano passado, durante o recesso do Judiciário, pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia. Ela acolheu, em decisão liminar (provisória), questionamentos da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

O indulto havia reduzido o tempo de cumprimento das penas a condenados por crimes cometidos sem violência ou grave ameaça.

 

Metro1/Foto: STF

Após afirmar que não seria candidato, Huck comemora resultado de pesquisa Datafolha


Aliados de Luciano Huck já preparam sua pré-campanha à Presidência. Esperam apenas a confirmação do apresentador de TV para definir os rumos a seguir.

Segundo a Folha apurou, Huck comemorou, de Paris, o bom posicionamento na pesquisa Datafolha publicada nesta quarta (31).

Ele tem 8%, empatado com o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) no pelotão de segundo lugar na disputa em cenário sem Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Huck diz não ser candidato. Seus aliados só viam chance de ele voltar atrás na decisão se Lula estivesse inelegível, já que pesquisas mostram que o apresentador apela ao perfil associado ao do eleitor do petista -no Datafolha ele herdou 8% desse grupo, mas há ainda um terço dele sem candidato.

Isso foi virtualmente garantido pela condenação do petista em segunda instância por corrupção.

Após o Carnaval, receberá uma grande pesquisa nacional, qualitativa e quantitativa, buscando esmiuçar o perfil do eleitorado que está disposto a votar num “outsider” em outubro e também estabelecer seus pontos fracos.

A expectativa de seus aliados é de que ele ao menos sinalize sua intenção internamente, apesar de sua intenção inicial de deixar tudo para abril -quando acaba o prazo legal para o apresentador se filiar a algum partido a tempo de concorrer.

Alguns dos seus apoiadores, notadamente dentro do movimento Agora!, gostariam de ver a situação resolvida logo para poderem associar-se a uma sigla visando a eleição ao Congresso.

Hoje o porto de destino mais provável é o PPS, que tem conversas adiantadas tanto com Huck, que faz parte do Agora!, quanto com integrantes do próprio grupo de fomento à conscientização política na sociedade.

Desde o fim do ano, mantém contato com o marqueteiro Guillaume Liegey, a quem já recebeu em casa.

O francês foi responsável pela estratégia de multiplicação de contatos eleitorais vista como uma das chaves do sucesso da campanha de Emmanuel Macron à Presidência em 2017.

Liegey está no Brasil para conversas com diversos partidos e estabeleceu uma parceria de trabalho no país.

Desde o ano passado, incentivado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e por economistas de relevo como Armínio Fraga, Huck tem se movido como um presidenciável.

Montou uma rede de conselheiros que o municia de análises e também de pesquisas de opinião. Integra um grupo de WhatsApp para discutir esses temas.

Conversou com pessoas do mercado financeiro e políticos, tendo sido abordado pelo Partido Novo, pela Rede e pelo PPS -que está com o passe preferencial por não ser uma agremiação associada a escândalos políticos.

Em novembro, em artigo Folha, descartou a candidatura. Mas protagonizou uma inflexão neste ano.

Gravou participação no “Domingão do Faustão” veiculada no começo de janeiro para falar longamente sobre política ao lado da mulher, a também apresentadora da Globo Angélica.

Todo o discurso que adotou replicou demandas ouvidas nas pesquisas qualitativas que estudou em 2017: a negação de um “salvador da pátria”, a necessidade de “conhecer o povo” etc. Apresentou-se pela primeira vez a seu público em modo presidenciável.

Nesta semana, ele desautorizou em rede social um vídeo que o apresentava como candidato e falava mal de Lula e Jair Bolsonaro, o presidenciável de direita que é visto como rival de Huck para herdar votos não ideológicos órfãos do petista.

Apesar de apócrifa, notou um estrategista de Alckmin, a peça teve grande circulação pelo WhatsApp e pode ter cumprido um papel de divulgação não desprezível.

Os óbices à candidatura não são poucos, a começar pela oposição em casa. Mas o grande obstáculo é o sistema eleitoral, que privilegia grandes estruturas estaduais e tempo de TV farto.

Aos marqueteiros que passaram anos estudando como ultrapassar isso usando as redes sociais, a mudança de critérios de visualização de publicações no Facebook caiu como um raio.

Numa sigla pequena como o PPS, precisaria contar com um desempenho formidável em pesquisas para atrair atores que teoricamente estarão com Alckmin, como o DEM e o PSD -talvez até o MDB.

Se isso ocorrer, contudo, Huck poderia romper a irônica barreira de ser um homem de TV sem tempo nela.

Bocão News

Plantão de polícia 01/02/18


Homem foi assaltado na rua Severino Vieira

Foto: Ilustrativa

Segundo relato foi abordado por dois bandidos que estavam numa moto de cor azul. Sob a mira de um revolver entregou ao meliante que estava na carona um aparelho celular.

Trio de marginais assaltam no Jacaré de Dentro

Esteve presente na delegacia, um cidadão alegando que estava em sua propriedade, quando foi surpreendido por três marginais armados que anunciaram, o delito exigindo dinheiro.  A vitima informou aos foras da lei que a grana estaria dentro de seu carro, uma S10 que estava estacionado no terreiro.

Foto: Ilustrativa

Ali quebraram o vidro lateral, e levaram R$ 900,00 reais mais alguns documentos. Que o tempo todo foi ameaçado, caso saísse de dentro de casa.

Elementos estão usando o chupa cabras em estacionamentos

Um cidadão prestou queixa na delegacia contando que estacionou o seu veículo no Laguna e que acionou o controle travando assim as portas. Que momentos depois ao retornar, notou a falta de dois aparelhos celulares uma pasta com documentos diversos, cheques e certa quantia em dinheiro.

Foto: Ilustrativa

Que ficou sabendo através de conversa com terceiros, que em Alagoinhas teriam elementos que utilizavam um dispositivo que corta o sinal emitido pelo controle remoto do carro, fazendo com que as portas não ficassem travadas.

Ou seja a sirene dispara o bip, porém as portas não travam.  Que o interessante depois desta notícia, é que as pessoas ao acionarem o alarme, confiram se realmente as portas foram travadas.

Atlético de Alagoinhas se prepara para disputar a segunda divisão do campeonato baiano


A 2º divisão co Campeonato Baiano 2018 só começa para o Atlético de Alagoinhas no dia 03 de março, quando o time enfrentará, fora de casa, o PFC Cajazeiras, no Estadio Metropolitano de Pituaçu, na cidade de Salvador, porém a preparação começam desde já.

Com o objetivo de retornar à elite do campeonato baiano, o Atlético contratou o técnico Arnaldo Lira, que tem em seu currículo a conquista do Campeonato Baiano em 2011, pelo Bahia de Feira.

De acordo com o treinador, os trabalhos começaram oficialmente no dia 12 de janeiro, mas o planejamento começou antes com algumas contratações e aos poucos o elenco vai sendo formado.

Informações obtidas pelo News Infoco dão conta que a folha de pagamento do time prevista para a disputa do campeonato girará em torno de R$100.000,00. A agremiação também continuará contando com os serviços do médico, e agora prefeito, Dr. Joaquim Neto,

O elenco está quase completo. Nas contas de Arnaldo Lira faltam apenas 4 contratações: 1 zagueiro, 2 atacantes e um lateral esquerdo. A expectativa é ter os 22 jogadores a disposição do treinador após o carnaval.

Por André Luis para o News Infoco

Criticado por gesto polêmico, Neymar se defende e avisa: ‘Também sei provocar’


Estadão Conteúdo

O comportamento de Neymar voltou a ser tema de debate na França e no mundo do futebol. No jogo diante do Rennes, vencido pelo Paris Saint-Germain, por 3 a 2, fora de casa, na última terça-feira, pela Copa da Liga Francesa, o brasileiro estendeu a mão para o atacante Ismaila Sarr, adversário que estava caído no chão. Quando o senegalês foi segurá-la para se levantar, o astro do PSG recuou o braço e se afastou dando risada. Criticado por torcedores e alguns veículos de imprensa por seu gesto polêmico, o brasileiro se defendeu das críticas que recebeu e até mesmo das que disse saber que sofreria também por outras posturas ou jogadas exibidas dentro de campo.

“Eu costumo dizer que o futebol está chato, porque não podemos fazer nada. Tudo é polêmico. No final, eu fiz uma brincadeira dando a mão para o meu adversário e depois tirando. Todos farão polêmicas, dizer coisas sem sentido. Se eu faço isso com meus colegas, por que não com os adversários? Nos falamos muito durante o jogo, no final, eu ri”, declarou Neymar, em entrevista coletiva na zona mista montada no estádio que abrigou o confronto da última terça.

No momento mais tenso da partida, Neymar deu um passe com as costas e em seguida aplicou um chapéu no meio-campista Bourigeaud, que o segurou com a mão. O brasileiro não gostou da falta e discutiu com o adversário.

Segundo Neymar, não adianta tentar lhe parar com faltas ou agressões, pois ele disse que vai continuar realizando jogadas ousadas e que naturalmente vão irritar os seus marcadores. “Eles batem e eu jogo futebol. Eles me provocam, mas eu também sei como provocar da minha maneira, com a bola. Não estou aqui para bater em ninguém, até porque nem sei faz isso. Nem sei me defender direito, mas eu me defendo com a bola”, enfatizou o craque.

Em seguida, o atacante disse que já esperava pela inevitável repercussão que não seria positiva para ele por parte dos rivais do Rennes. “Eu sei que daqui a pouco muitos vão sair da coletiva e vão ter aquele discurso de sempre, de que ‘ele (Neymar) pode ser um bom jogador, mas acaba provocando demais’. Mas eles (adversários) também têm de se colocar no lugar deles. Não vai adiantar nada me bater e me provocar porque eu não vou me esquentar, provocarei ainda mais e ainda farei o meu time sair vencedor”, afirmou.

O triunfo da última terça-feira levou o PSG à final da Copa da Liga Francesa. Na decisão, o time parisiense terá pela frente, no dia 31 de março, o ganhador do duelo entre Monaco e Montpellier, que se enfrentam nesta quarta-feira, no principado monegasco, às 18h05 (de Brasília). No sábado, o time da capital volta as suas atenções para o Campeonato Francês, pelo qual encara o Lille, fora de casa.

RENNES RESPONDE – Se por um lado Neymar mandou um recado aos seus adversários, por outro o Rennes não se calou e falou diretamente ao brasileiro, por meio de sua página no Twitter, nesta quarta, quando questionou: “Você é um excelente jogador, mas quem saiu como uma lesão ontem depois de uma falta suja? Um jogador do Rennes, Ismaila Sarr, que já esteve ausente do campo por três meses por causa de outra falta dura”.

O fato é que as atitudes polêmicas de Neymar tiveram repercussão negativa para ele em vários veículos da imprensa europeia. Um deles é o diário espanhol Marca, de Madri, que qualificou a alegada brincadeira do brasileiro com Sarr como “um gesto feio que está dando volta ao mundo”.

O jornal Mundo Deportivo, de Barcelona, também não aliviou com o jogador que foi ídolo do Barça antes de ir para o PSG em uma tumultuada transação. “O feio gesto de Neymar que indigna a França”, escreveu em um dos títulos da capa do seu site oficial nesta quarta-feira.