Três crianças da mesma família morrem afogadas no Rio São Francisco


Três crianças da mesma família morreram afogadas na tarde deste sábado(16), no município de Paratinga, localizada a cerca de 700 km de Salvador. De acordo informações do Blog Braga, as crianças se afogaram nas águas do Rio São Francisco entre a comunidade de Extrema e Fazenda Nova União.

Ainda de acordo com a publicaçã, as vítimas são duas irmãs e uma prima. Bombeiros Civis auxiliam nas buscas dos corpos das crianças.

 

FONTE : BOCÃO NEWS

Luiza Brunet procura delegacia após ataques na internet


 

atriz Luiza Brunet procurou a delegacia e fez uma queixa após ataques nas redes sociais. No Instagram, ela contou que, depois de denunciar o ex-companheiro por agressão, passou a ser vítima de internautas por ter posou nua para o livro do fotógrafo Terry Richardson, chamado Rio de Janeiro Cidade Maravilhosa, há dez anos.

“Outras personalidade também fotografaram para o mesmo livro. Não me envergonho, nem me arrependo. Agora, em razão de denúncia que fiz contra meu ex-companheiro, passei a ser vítima de ataques baixos nas mídias sociais. Ataques que visam atacar minha imagem e honra, tentando diminuir a defesa que faço dos direitos das mulheres, em especial no campo da violência doméstica”, escreveu.

Luiza disse que resolveu procurar a polícia após descobrir que alguém estava procurando internautas oferecendo dinheiro para que eles replicassem as fotos com comentários denegrindo sua imagem.

“Não é coincidência que esses ataques tenham se intensificados na semana em que aconteceu a audiência de conciliação na ação que discute a união estável que mantive. Nem é coincidência que eu seja o único alvo desses ataques, apesar de outras pessoas terem fotografado para o mesmo livro”, afirmou.

A atriz explica que respeita o direito à livre manifestação e pensamento, mas disse tem o direito e o dever de defender sua imagem e honra.

“Já nessa semana que se inicia tenho audiência em processo que trata de um ataque feito por um “hater”. Todas as pessoas que são vítimas desse tipo de ataque devem denunciar, para que a polícia identifique os agressores. Não podemos deixar que essas pessoas fiquem impunes”, concluiu.

 

FONTE : BOCÃO NEWS

Assaltante de banco foragido da polícia é preso em show de vaquejada em Iaçu


Um homem identificado como Jean Carlos Sotero, conhecido “boi”, foi preso na noite deste sábado (16), em Iaçu, no interior da Bahia, enquanto assistia aos shows da Festa do Vaqueiro na Praça dos Ferroviários, no Centro da cidade. Ele é acusado de assaltar bancos e era foragido da justiça, informou a polícia local.

Jean responde por roubo a bancos, saidinhas bancárias, explosão a carro forte, além de ser investigado por tráfico de drogas. A polícia disse ainda que o criminoso se mudou para o município há seis meses. Ele começou a ser monitorado pelo Serviço de Inteligência da unidade há vinte dias, após o recebimento de denúncia anônima no Disque Denúncia da delegacia, segundo a polícia.

 

FONTE : VARELA NOTÍCIAS

Corpo do jornalista Marcelo Rezende é sepultado em São Paulo


O corpo do jornalista Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, após ter sido velado na Assembleia Legislativa. O corpo seguiu ao cemitério levado por um caminhão dos Bombeiros.

A cerimônia de sepultamento foi restrita à família. O público que ficou na entrada do cemitério aplaudiu quando o veículo trazendo o corpo do jornalista chegou.

Marcelo Rezende morreu no último sábado (16), aos 65 anos, em virtude de complicações de um câncer de pâncreas e fígado.

Rezende abandonou a quimioterapia há alguns meses após a descoberta do câncer e decidiu seguir o tratamento com a medicina alternativa. O jornalista deixa cinco filhos, duas netas e sua namorada, Luciana Lacerda.

 

 

FONTE : VARELA NOTÍCIAS

2ª instância da Lava Jato é mais alinhada ao MPF


Um colegiado relativamente coeso, alinhado mais com o Ministério Público Federal (MPF) do que com o juiz federal Sérgio Moro. É esse o retrato da 8.ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), a segunda instância nos julgamentos da Operação Lava Jato, segundo um curioso estudo do economista Pedro Fernando Nery, consultor legislativo do Senado Federal. Nery selecionou uma amostra de 95 votações da 8.ª Turma, todas deste ano, e aplicou, comparando-as, um modelo espacial de votação, conhecido como W-Nominate, muito usado pela ciência política americana para analisar o histórico de votações no Legislativo. “Essa ferramenta permite traçar um mapa da tendência dos votantes, permitindo a visualização, em um único gráfico, da divisão dos parlamentares no espectro esquerda-direita”, explicou Nery. O primeiro caso em que aplicou o método ao Poder Judiciário foi o julgamento da Ação Penal 470, o chamado mensalão, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Foi possível visualizar, por exemplo, o tradicional isolamento do ministro Marco Aurélio, que frequentemente é voto vencido”, disse o consultor do Senado.

 

FONTE : POLITICA LIVRE

Em prefácio, FHC diz que livro ‘A Reconstrução do Brasil’ é ‘estrada a percorrer’


Entre setembro do ano passado e janeiro de 2017, o Estadão publicou uma extensa série de matérias sobre a agenda de reformas que o Brasil tem de enfrentar para reconquistar um futuro coletivo melhor para os cidadãos e cidadãs que aqui vivem e trabalham. Ao reuni-las em um livro, o jornal oferece à sociedade um diagnóstico dos desafios nacionais e um mapa da estrada que o País terá de percorrer para superá-los neste e nos próximos mandatos presidenciais. O livro vem em boa hora. Quis a história que os 30 anos da Assembleia Constituinte que resultou na Constituição de 1988 coincidissem com a retomada do debate público e da iniciativa do governo em relação a mudanças institucionais marginalizadas nos três mandatos presidenciais anteriores ao atual. Postergadas a partir de 2003 e substituídas por políticas econômicas destruidoras do equilíbrio fiscal e da capacidade de crescimento da economia a partir de 2010, essas reformas se tornaram não apenas necessárias para assegurar um futuro melhor, mas também urgentes para resgatar o Brasil da profunda e prolongada crise econômica legada pelo ciclo petista. O presidente Michel Temer compreendeu que sua breve passagem pela Presidência deveria estar dedicada à missão histórica e reiniciar o processo de reformas, a começar por aquela que maior dificuldade política representa, a da Previdência. Merece crédito por isso. A reconstrução do Estado e da economia brasileira será longa, exigirá perseverança e sentido de direção. Nenhuma sociedade se move se não souber aonde quer chegar. E se não tiver uma razoável noção dos processos que a levaram às dificuldades do tempo presente. O livro que o leitor tem em mãos contribui para a compreensão do passado dos últimos 30 anos, assim como para o debate a respeito do futuro previsível. Leia mais no Estadão.

 

FONTE : POLITICA LIVRE