“Finalmente saímos da lama para o asfalto de verdade”, diz morador da 8 de Dezembro após obras na região.


Morador da principal via da 8 de Dezembro há 20 anos, Emerson Costa, que hoje trabalha em um lava jato próximo a igreja Betel, acompanha com olhos atentos e felizes a transformação acontecendo ao seu redor. Na manhã desta sexta-feira (12), sentado em uma cadeira na frente do seu estabelecimento ele via o asfalto cair e lembrava como era a realidade antes das obras realizadas pela Prefeitura de Alagoinhas na Rua 8 de Dezembro. “Antes os carros chegavam aqui para lavar cheios de lama, hoje tudo vai ficar mais fácil, só uma ‘poeirinha’ mesmo que é normal”, comenta.

Durante sua retrospectiva Emerson descreveu como era viver naquela região, “morando 20 anos aqui eu nunca vi uma obra desse tamanho. A gente só via buraco, lama e descaso. Outros prefeitos passaram por aqui e não fizeram nada, mas agora a gente vê que está acontecendo de verdade. Tudo isso só soma benefícios para nós moradores que sofremos esse tempo todo abandonados”, desabafa o morador.

Fotos: Roberto Fonseca / SECOM

 

Secom/PMA

Bolsonaro afirma que só não será candidato se o tirarem “na covardia” ou se o matarem.


Sobre a possibilidade de não participar da corrida eleitoral, o deputado foi direto. “Só em duas situações eu posso não estar neste ano no debate presidencial: se me tirarem na covardia por um processo qualquer, na covardia, (…) ou se me matarem. Não estou preocupado com isso”, falou.

Foto: Reprodução

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) publicou um vídeo na quarta-feira (10) em resposta as matérias da Folha de S. Paulo que relataram o patrimônio dele e dos filhos e que ele recebe auxílio-moradia mesmo morando em apartamento próprio em Brasília.

“Estão implicando em R$ 3.500, R$ 3.600 que eu recebo a título de auxílio-moradia, como se eu fosse um bandido. Eu estou propenso a fazer isso, de acordo com os comentários que eu vejo aqui no Face, vender o apartamento em Brasília e comprar um aqui [no Rio]”, disse Bolsonaro.

Sobre a possibilidade de não participar da corrida eleitoral, o deputado foi direto. “Só em duas situações eu posso não estar neste ano no debate presidencial: se me tirarem na covardia por um processo qualquer, na covardia, (…) ou se me matarem. Não estou preocupado com isso”, falou. Segundo ele, a mídia não o apoia por estar “completamente fora do establishment, por ser aquele intruso no poder”. “No caso, a Folha de S.Paulo, tentando me desestabilizar e me colocar no mesmo nível dos candidatos deles, que eles apoiam, do PSDB. Eles preferem até um petista na Presidência do que eu”, declarou.

A matéria que o presidenciável citou no texto mostrou como que Jair Bolsonaro e seus três filhos parlamentares multiplicaram o patrimônio na política. “Por exemplo, pegaram meu patrimônio [e disseram]: ‘Óóóó´, ele tem um apartamento em Brasília e recebe auxílio-moradia’. Tenho sim, apartamento de aproximadamente 60 metros quadrados. O que eu posso fazer? Vender o apartamento, comprar aqui no Rio de Janeiro outro imóvel e ir morar num apartamento mansão da Câmara, de 200 metros quadrados, alguns com hidromassagem, com tudo, com segurança, que eu não vou pagar. Não vou pagar IPTU, não vou pagar condomínio”, divulgou no vídeo.

 

Metro1

Bahia perde para o Taubaté e é eliminado da Copinha.


Time baiano foi derrotado pelo placar de 1 a 0

Bahia perde para o Taubaté e está fora da Copa São Paulo (Foto: Reprodução)

O Bahia está fora da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O time baiano foi derrotado pelo Taubaté-SP pelo placar de 1 a 0 e vê mais uma vez a chance do título inédito ficar para o ano seguinte. O jogo aconteceu na tarde desta sexta-feira (12) no estádio do Guaratinguetá, no estado de São Paulo.

O gol que definiu a eliminação do Bahia foi Lucas Grossi, aos dois minutos do segundo tempo. Depois desse tento, o Tricolor baiano até tentou empatar a partida e teve oportunidades com Gabriel, Felipinho e Geovane Itinga, porém a equipe paulista soube administrar o resultado e se classificou para próxima fase da competição sub-20.

 

Varela Notícias

Aos 40 anos, Vitor Belfort anuncia aposentadoria do MMA.


Por: Divulgação Por: Redação Galáticos Online

O próximo domingo (14) será histórico para o MMA brasileiro. Um dos maiores lutadores de todos os tempos, Vitor Belfort fará sua última luta como profissional diante de Uriah Hall na luta co-principal do UFC St. Louis. O próprio lutador anunciou a sua aposentadoria para após o evento em aparição no podcast oficial do Ultimate, o UFC Unfiltered.

“Essa é a minha luta de aposentadoria, depois vou descansar. A vida é dividida em estações, e você precisa reconhecer as estações. Eu fiz mais que o bastante. Às vezes faço flashbacks e penso, ‘ainda estou fazendo isso, isso é loucura!’ Sou muito grato, mas acho que meu corpo precisa descansar. Tenho outras coisas, tenho negócios. Desenvolvi um sistema de treinos em grupo que vamos licenciar. Quero ajudar o esporte de alguma forma e fazer outras coisas. Temos que saber a hora de começar e a hora de terminar… Caras da minha era nunca esperavam estar lutando (agora), e eu estou saindo ainda relevante. Esta foi minha jornada, conquistei muitas coisas boas, mas quero fazer coisas grandes. Estou entrando na minha segunda jornada na vida, e estou feliz”, comentou Belfort.

Um dia após sua luta com Uriah Hall, o brasileiro, ex-campeão do UFC meio-pesado e do torneio peso pesado no UFC 12, já assumirá sua nova função de empresário.

“Vou começar segunda-feira, quando começo a abrir as franquias da academia. Estou investindo no meu negócio. É hora de descansar meu corpo e abrir as academias. Estou focado na minha segunda jornada”, garantiu.

Aos 40 anos, Vitor Belfort iniciou sua carreira no MMA em 1996, com apenas 19 anos. No período, ‘The Phenom’, como ficou conhecido, fez lutas memoráveis, como o nocaute com uma chuva de socos aplicada sobre o brasileiro Wanderlei Silva, com apenas 44 segundos, e a derrota para japonês Kazushi Sakuraba, no Pride.

 

Bocão News

Integrantes de bando suspeito de roubo em banco presos em Feira.


Dois criminosos de Rondônia foram capturados em Feira de Santana, com apoio da DRFR e Rondesp Leste

Crédito: Divulgação

Horas depois de um grupo criminoso, que roubou carro-forte em Juazeiro, ter sido desmontado, na divisa da Bahia e Pernambuco, uma operação realizada pela Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil desarticulou outra quadrilha de roubo a banco. Os assaltantes estavam escondidos, na cidade de Feira de Santana e foram localizados, na noite de sexta-feira (12).
Com apoio de equipes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e das Rondas Especiais (Rondesp) Leste dois bandidos foram presos em flagrante. Kelson Lucas Damazio de Souza e Magnun Pereira da Silva, naturais de Rondônia e ambos usando documentos falsos, assumiram participação em um roubo a banco, na cidade de Alagoinhas, no dia 7 de janeiro deste ano.
Eles e mais dois comparsas (Thiago Carneiro de Carvalho e Diogenes Teles Milcent Pereira), que trocaram tiros com os policiais e fugiram a pé, usaram maçaricos para cortar o cofre. Em dois veículos apreendidos com a quadrilha foram encontrados R$ 13 mil, algumas cédulas queimadas, celulares, entre outros materiais.

“Mais uma demonstração de integração e força da polícia baiana. Foram duas ações exitosas com prisões e apreensões. Reduzimos os roubos a bancos em 2016 e 2017 e a pegada continuará firme este ano”, avisou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Acrescentou ainda a importância da participação da COE. “Unidade de excelência, com equipe preparada para investigar e agir com precisão. Parabéns a todos os envolvidos”, enfatizou.

 

Folha do Estado

Polícia prende no aeroporto suspeitos de sequestro de fazendeiro em Catu.


Foto: Reprodução / Youtube

Três homens foram presos em flagrante no Aeroporto Internacional de Salvador nesta sexta-feira (12), após tentarem fugir para o Rio de Janeiro com o dinheiro do resgate de um sequestro em Catu. De acordo com a Polícia Civil, Marcos Paulo Santana Cardoso, de 25 anos, Ednaldo de Jesus Rosário, 29 e Gabriel do Nascimento Santana, 22 e mais outras três pessoas sequestraram um fazendeiro de 49 anos no dia 6 de janeiro na zona rural de Catu. A vítima ficou por cinco dias em um cativeiro em Pojuca até ser libertada. “A família esteve na Delegacia de Catu informando que estavam sendo extorquidos ainda no primeiro dia do sequestro. Os investigadores da unidade policial passaram a negociar com os criminosos para reduzir o valor da quantia pedida por eles, de um milhão de reais”, disse o delegado Cristiano Mangueira, diretor adjunto do Departamento de Policia do Interior (Depin). Dois dias após fazendeiro ter sido sequestrado, o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) assumiu as negociações. Os agentes realizaram reconhecimento de campo nos municípios de Catu e Pojuca. “Depois que a negociação terminou e a vítima já estava em local seguro, os investigadores começaram a realizar incursões na área onde o resgate foi pago, na BA-099”, explicou Mangueira. Todos os suspeitos envolvidos no caso já tiveram passagem pela polícia. Um deles, Gabriel, é fichado por tentativa de homicídio a um vereador no interior do estado e também por tráfico de drogas. Ednaldo tem passagem por porte ilegal de arma de fogo e Marcos possui um mandado em aberto por roubo no Rio de Janeiro. Parte do dinheiro do resgate foi recuperado e será devolvido a família. Com eles foi encontrado ainda um carro que passará por perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT). A Justiça já determinou prisão preventiva dos três e eles foram encaminhados para o serviço prisional.

 

Bahia Notícias