Irecê: Incêndio atinge lixão a 4km de zona urbana e espalha fumaça tóxica.


Um incêndio atinge uma área onde fica o lixão de Irecê, no centro norte do estado, nesta terça-feira (24). As chamas ocorrem desde a segunda-feira (23) na área situada a quatro quilômetros da zona urbana, próximo ao povoado de Umbuzeiro. Moradores relatam problemas com fumaça tóxica. Procurado pelo Bahia Notícias, a prefeitura local, através do secretário de Meio Ambiente, Francisco Borges Neto, disse que a baixa umidade junto com o calor influenciou no surgimento das chamas. Carros-pipa são usados no combate ao fogo. “Além disso, estamos em contato com o Corpo de Bombeiros de Lençóis que tem nos dado orientação para combater o fogo”, disse o secretário. Questionado sobre o porquê da existência do lixão, já proibidos no país, Francisco Borges Neto declarou que o aterro sanitário não foi ainda implantado por falta de verbas. “Nós temos um projeto pronto só que não temos recursos. Estamos buscando com a Codevasf um repasse de recursos para tocar a obra”, justificou. 

Bahia Noticias

Supremo suspende em liminar portaria que dificulta combate ao trabalho escravo


Uma liminar da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspende provisoriamente a portaria do Ministério do Trabalho que dificulta o combate ao trabalho escravo no Brasil. A decisão acolhe o pedido do partido Rede Sustentabilidade, que pedia anulação dos efeitos da portaria após identificar desvio de poder na ediçãod a medida. A liminar de Weber tem efeito até o julgamento do mérito da ação pelo plenário do tribunal. A portaria foi publicada no dia 16 com alterações dos conceitos que devem ser usados pelos fiscais para identificar trabalho forçado, degradante e em condição análoga à escravidão. Por exemplo, o trabalho escravo seria caracterizado se constatada submissão do trabalhador sob ameaça de punição e de maneira involuntária. Entre as mudanças está também que o fiscal seja obrigado a apresentar um boletim de ocorrência junto ao seu relatório.

Bahia Noticias

Em vídeo, acusado do Caso New Hit se defende de crime e pede “carinho” das autoridades


Um dos ex-integrantes da banda New Hit e suspeito de ter participado do estupro coletivo de duas adolescentes na cidade de Ruy Barbosa, no interior da Bahia, em 2012, alegou não ter participado do crime e fez um apelo pedindo para que fosse inocentado das acusações.

John Ghendow de Souza Silva, de 25 anos, que atualmente faz parte da banda La Fúria, divulgou um vídeo em seu perfil do Facebook pedindo para que as autoridades vejam seu caso com “carinho”.

“Quero pedir um apelo a essa menina que me acusa, quero pedir um apelo às autoridades, que vejam meu caso com um pouco de carinho e um pouco mais de atenção, porque eu estou sendo acusado de algo que eu não fiz. Eu estou há cinco anos lutando contra isso, tenho cinco anos nesta batalha, tenho cinco anos neste sofrimento”, falou.

John garantiu que não estava no ônibus no momento do crime, mas mesmo assim foi acusado pelas vítimas. “Eu não estava naquele ônibus. Tem gente que não foi acusada, que estava comigo na hora e deram depoimento ao meu favor. Estou sendo condenado por uma coisa que eu não fiz”, disse.

Emocionado, o artista ainda lamentou as acusações e afirmou ser um “cara de bem”. “Pelo amor de Deus, veja o que você está fazendo com minha vida. Minha família depende de mim para tudo. Eu sou pai de família. Como vou ficar dez anos preso por algo que eu não fiz? Como meu filho vai ficar?”, desabafou.

Os oito acusados do estupro coletivo foram julgados no último dia 29 de agosto e a Justiça decidiu manter a condenação dos homens. A sentença foi de dez anos em regime fechado. O ex-segurança e um ex-integrante da banda foram absolvidos.

POR FAVOR ASSISTAM ESSE VÍDEO, COMPARTILHEM E ME AJUDEM A FAZER JUSTIÇA.

Posted by John Ghendow on Tuesday, October 17, 2017

Governador Rui Costa recebe título de cidadão de Jequié


O governador Rui Costa agora é cidadão jequieense. O título foi entregue na noite desta segunda-feira (23), na Câmara Municipal. A primeira-dama do Estado e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia, Aline Peixoto, natural de Jequié, compareceu à solenidade, que também teve a presença de familiares, amigos e autoridades. “É uma alegria estar aqui essa noite. Estou emocionado por receber o título de cidadão de Jequié. Já me sentia filho de Jequié antes do título. Mas agora sou oficialmente cidadão de Jequié. De coração, eu agradeço a cada um dos vereadores pelo título”, destacou Rui. O governador acrescentou que já foi “vereador em Salvador, já concedi títulos de cidadão e já vi gente receber. Alguns recebem títulos por ter contribuído com a humanidade, arte e cultura, mas não necessariamente por ter feito algo pelo lugar. Hoje, me sinto orgulhoso e representado com essa homenagem por tudo que estamos fazendo e vamos fazer por Jequié”. A homenagem foi proposta pelo vereador Ramon Fernandes e acatada por unanimidade pela casa. “É um reconhecimento ao governador por tudo aquilo que ele tem feito pelo município desde que assumiu o mandato. São diversas obras entregues e ordens de serviço para obras que vão ser entregues futuramente. Há também o laço familiar, pois a primeira-dama é aqui do município. É uma homenagem justa pelo aspecto pessoal e também pelo aspecto de serviços prestados ao município”, afirmou o vereador.

politica Livre

Fã joga celular no rosto de Marília Mendonça e cantora se irrita: “Não sou cadela, me respeite”


Um rapaz jogou o celular no palco para tirar uma ‘selfie’ com a artista

A cantora Marília Mendonça se irritou com um fã durante um show no município de Iturama, em Minas Gerais. No último domingo (22), um rapaz jogou um celular no palco para tirar uma ‘selfie’ com a moça, mas o aparelho atingiu o rosto da artista, que cantava uma música. No momento do incidente, Marília interrompeu o show e pediu respeito à plateia.

“Eu preciso falar alguma coisa? Preciso falar que isso é falta de respeito? Eu saí lá da minha cidade. Vim aqui com o maior carinho para fazer o show para as pessoas que querem me escutar e não apenas tirar uma foto de mim como se fosse um produto. Além de você não estar cantando junto comigo as minhas músicas, você ainda jogou o celular na minha cara. Eu não sou nenhuma cadela. Eu estou aqui trabalhando. Trabalhei a semana inteira. Me respeite como estou te respeitando”, disparou.

Planilha da JBS mostra pagamento de R$ 100 mil a vice-governador da Bahia, diz site


Os nomes do vice-governador da Bahia, João Leão (PP), o presidente Michel Temer e mais outros 62 políticos figuram em uma lista apreendida pela Polícia Federal, na sede da JBS, em São Paulo. Segundo informações da revista Época, o documento mostra uma suposta conta-corrente que teria sido aberta apenas para realizar os repasses aos políticos e alguns partidos.

Na imagem divulgada pela revista, aparece o nome de Leão, um pagamento no valor de R$ 100 mil e ainda um crédito de R$ 823 mil. De acordo com o documento, o repasse teria sido feito em 22 de setembro de 2014, mesmo ano em que Rui Costa foi eleito governador da Bahia.

A planilha ainda mostra o nome de Temer e um repasse de R$ 1 milhão, que teria sido realizado em 2 de setembro do mesmo ano.

O documento estava no gabinete de Wesley Batista e a apreensão aconteceu durante a Operação Maquinários, sob a coordenação da Superintendência Regional da Polícia Federal de Mato Grosso do Sul.

Os dados ainda mostram que foram repassados mais de R$ 56 milhões para os políticos. No entanto, parte desses valores já haviam sido divulgadas pelos executivos da JBS em delações premiadas.