Ocorrências Policiais do fim de semana


Sexta feira dia 6

Mulher foi assalta na Praça Rui Barbosa.


Segundo relato da vitima eram por volta das 13;30 quando ao atravessar a praça, foi abordada por um elemento que usava blusão com capuz na cabeça, o qual lhe abraçou e mostrando uma arma anunciou o delito. Levou uma bolsinha de mão que tinha uma quantidade em dinheiro aproximadamente R$ 250,00 reais mais documentos. O meliante depois do delito saiu andando a passos largos.

Amigos foram assaltados na Nova República.


Dois amigos passavam de moto pelo bairro, quando surgiram inesperadamente dois elementos, um deles portando um revolver, onde deram voz de assalto. Cada um perdeu a sua carteira com documentos e cartões. Os queixosos estavam de moto, e o fato se deu por volta das 19 horas.

Furtaram carteira de armário em construtora.


Segundo o funcionário ao finalizar o dia trabalho e ir pegar os seus pertences no armário, notou que sua carteira havia sido furtada, onde estava além de documentos, o seu cartão com a senha escrito no final. Que o cadeado era fácil de abrir, fato se deu na Avenida Paulo Afonso logo após a AABB.

Continuam os furtos na área de Buracica


Preposto da Petrobras prestou queixa no Disep contando que elementos amigos do alheio, furtaram cerca de oito metros de cabos elétricos do poço Ba 306, e mais 50 metros do poço Ba 338.

Trabalhador foi assaltado as 6 da manhã na praça Kenedi


Segundo a vitima estava caminhando para o trabalho, quando passou por ele uma moto com dois elementos, onde mais adiante retornaram parando ao seu lado. O carona sacou de um revolver que estava na cintura e disse: Vou passar a visão quero a carteira e o celular. Assim foi entregue, salienta que ficou sem os seus documentos e que o celular que havia custado R$ 770,00 ainda estava pagando.

Levaram fardo de roupas da central de abastecimento


Segundo o denunciante, ao chegar em sua barraca que comercializa roupas, notou que o caixote de madeira, onde as tais ficam guardadas estava violado onde foi levado um fardo contendo cerca de 150 peças. Revoltado registrou o BO e foi conversar com o pessoal do SI no intuito de tentar reverter o prejuízo. Ele isso aos policias de quem desconfiava.

Sábado dia 7:

Mãe é conduzia a delegacia por agredir a filha e ameaçá-la de morte.


A PM procedente de Catu apresentou na delegacia a pessoa de Maria Sinfrônio dos Reis Santos a qual agrediu fisicamente a filha uma adolescente de 14 anos, com socos no rosto e ainda disse que seu fim seria a morte. Que o relacionamento entre as duas é muito difícil, o pai não mora na Bahia e as agressões são freqüentes.
Vale salientar que a mãe dona Maria estava bastante agitada e em alto grau de embriaguês. Foi acionado o Conselho Tutelar, depois ela foi liberada e irá responder na Justiça a um TCO.

Alagoinhas\Barreiro
Dois jovens foram detidos com drogas.


Apresentado pela PM procedente da Rua San Diego dois rapazes os quais estavam em uma residência, onde ao notarem a presença da PM um deles ainda tentou a fuga sendo frustrado pelos militares. Foi encontrado uma grande quantidade de drogas e uma parte dela estava enterrada. No total o balanço foi o seguinte: 1,5 kg de maconha, R$ 20,00 reais, 1 celular, 1 rolo de papel alumínio, um blusão do exército, uma faca e duas listas de pessoas as quais mantinham contatos, e que seriam prováveis compradores. Ficaram custodiados á disposição da justiça.


Araçás: Mataram um na zona rural.


A Polícia foi informada da existência de um corpo sem vida na localidade da Boa Esperança região da Floresta identificado como José Renato da Silva Santos de 31 anos.
Segundo relato da esposa, ele chegou em casa por volta de uma da madrugada de sexta para sábado, quando foi surpreendido por elementos que gritaram ser “POLÍCIA” quando ela ouviu diversos disparos. Não saiu de casa, pois tava com a filha, e que ficou com medo. No local não pega sinal de celular, achando por melhor só sair pela manhã quando constatou o homicídio de seu marido.

Araçás II: Acidente na Ba 504 deixa um morto e outro ferido.


O fato se eu no domingo por volta das 22 horas quando houve um choque frontal entre um caminhão Mercedes e um Ford K cujo motorista do carro menor, o motorista vendo que o pior poderia acontecer desviou ao máximo da rota de colisão, mas que o choque foi inevitável, tendo o caminhão colidido com a parte esquerda indo a óbito a pessoa de Ivonildo Martins dos Santos de 41 anos, tendo o Motorista Valdir Carvalho dos Santos de 54 anos, que teve algumas escoriações. O corpo as vitima fatal foi encaminhado ao IML.

AUDIÊNCIA PÚBLICA ESCLARECE DÚVIDAS EM RELAÇÃO À ENTREGA DAS UNIDADES DO CONJUNTO HABITACIONAL LINHA VERDE


Fruto do requerimento nº 69/17, de autoria do vereador Pastor Lins, foi realizada na Câmara Municipal de Alagoinhas na última quinta-feira (05) uma Audiência Pública para tratar da atual situação em que se encontram as obras do Conjunto Residencial Linha Verde, situado na Calu.

O vereador Pastor Lins iniciou a sua fala agradecendo a presença de todos e justificando a realização do encontro: “Quando imaginamos fazer essa audiência pensamos na necessidade de termos, diante das reuniões que tivemos com o nosso secretário Alfredinho, a necessidade de transmitir para os contemplados do Minha Casa Minha Vida, da Calu, aquilo que na realidade está acontecendo envolvendo a empresa QG, a Caixa Econômica, enfim, as instituições que estão envolvidas nesse projeto, e, conversando com o secretário, com a comissão que fez parte também desde o começo entendemos que a audiência seria o melhor caminho”.

Além do vereador Pastor Lins, a mesa foi formada por: Alfredo Menezes, Secretário de Assistência Social, Maria das Graças, Diretora do SAAE, Eduardo Lima, representante da construtora QG, Sr. Sérgio, coordenador de habitação da Caixa Econômica Federal e Jadson Torres, representante da Comissão.

Durante a fala, Alfredo Menezes discorreu sobre um breve histórico da sua gestão desde que assumiu a pasta da secretaria quando, na época, foi constituída uma comissão técnica com representantes do Conselho Municipal, CRAS, CREAS, procurador do município, representantes dos contemplados e um representante do Poder Legislativo (vereador Pastor Lins): “Convidamos também o Ministério Público, não se pôde fazer presente, mas nos pediu para mandar a ata de todas as reuniões desta comissão”, destacou o secretário.

O secretário falou sobre os trabalhos realizados pela comissão desde a sua composição, apresentando também esclarecimentos acerca dos critérios elencados no Decreto Municipal nº 3162/10 e a Portaria do Ministério das cidades nº 595/13 para participação no processo de seleção do Conjunto Habitacional Linha Verde.

O Sr. Eduardo justificou o prolongamento das obras do loteamento habitacional, contextualizando a construção desde que recebeu a ordem de serviço, em outubro de 2013, e relatando as dificuldades enfrentadas durante todo o processo. Na ocasião, informou que muito provavelmente até o final de outubro a obra será concluída e entregue à Caixa Econômica e que o prazo normal para o processo de legalização é de 90 dias, mas, segundo o mesmo já começou a ser feito.

Após a fala do Sr. Eduardo, o vereador Pastor Lins destacou que o conjunto terá um dos mais modernos sistemas de tratamento de esgoto da região.

O coordenador de habitação da Caixa Econômica esclareceu que o banco não se envolve no processo de seleção e que o município é quem faz toda a seleção. O papel da Caixa, segundo ele, é verificar a documentação (a partir da entrega dos dossiês pela Prefeitura), se as pessoas já foram contempladas com algum imóvel em outro programa de governo e a renda. Informou também que esteve na obra para fazer uma vistoria e que a mesma já está praticamente concluída em relação às unidades habitacionais e a parte de pavimentação. Apontou a previsão de entrega para janeiro de 2018 e ressaltou: “A ideia nossa, da Caixa Econômica, é tentar ver se a gente traz esse empreendimento para entregar antes do Natal”.

O vereador Thor de Ninha pontuou: “Esse conjunto residencial vem junto com uma série de desenvolvimento para aquela comunidade e vocês já ganham com isso. Isso é importante. Frente ao conjunto vamos ter uma faculdade de medicina, não é pouco. Então é bom que a gente já vá para as nossas casas 17 de dezembro com esse espírito que estamos indo para um local onde o desenvolvimento é premente. O desenvolvimento é claro.” O vereador falou também da sua felicidade em participar do encontro, parabenizou o colega Pastor Lins e concluiu: “Vossa Excelência traz uma discussão importante que deixa de ficar nos boatos, deixa de ficar nas esquinas e vem para, de uma forma clara, transparente, trazendo os responsáveis pelo empreendimento e as pessoas que serão justamente com seus direitos garantidos, beneficiadas, para debater e discutir cara a cara”.

Direcionando a fala ao público presente no plenário, Alfredo Menezes destacou: “A SEMAS, a comissão, o vereador, todos fizeram um excelente trabalho, eu preciso agora da ajuda de vocês. Eu preciso. Porque a partir do momento que eu entregar vai ser o conjunto que mais eu vou fazer questão de fiscalizar. Não pode vender nem alugar. Ali não pode virar bagunça! Eu sei que a grande maioria quer que aquilo seja um modelo de residencial e eu preciso da ajuda de vocês. Eu vou implantar a fiscalização das casas habitacionais e vai começar pelo Linha Verde!”

O vereador Pastor Lins agradeceu a presença de todos e finalizou a Audiência.

Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas
Foto – Kekeu Barreto

Fechado para reforma desde o dia três de setembro, o terminal foi assunto do mês todo.


 

Primeiro a insatisfação dos comerciantes que viram na falta de pessoas circulando, suas vendas despencarem, depois o início da obra, onde poucos funcionários se via atuando, para piorar as coisas, e claro extrapolar o prazo dado de trinta dias, ainda teve muita chuva.

Agora com a previsão de entega para esta terça feira dia 10, surgiu neste final de semana a polêmica das cadeiras instaladas.

Circulou no zap, desde a noite de sexta feira fotos, áudios de longas gargalhadas, criticas e muito mais, a respeito da utilização das cadeiras, que estavam guardadas no estádio Carneirão à anos, e que agora reapareceram.

Um dos “autores” da denuncia via aplicativo, chegou a afirmar pasmem, que as cadeiras eram do clube Atlético, como se o time fosse parte ou uma autarquia da prefeitura, algo que sabemos que não é, por outro lado, que foi um lote retirado das que ja estavam fixas na arquibancada, para serem usadas no terminal, outros vídeos diziam que estava havendo ali, malversação do dinheiro público com a utilização das cadeiras, e seria melhor que os usuários continuassem esperando seus ônibus sentados no “PAU” ou seja no banco de madeira.

Procurei saber neste domingo sobre qual a procedência das cadeiras e a explicação vinda por parte da empresa que esta fazendo a reforma, é que as referidas, foram adquiridas ainda na gestão do partido dos trabalhadores, e que desbotaram por se só, o que inviabilizaria, a sua colocação no estádio, fato este comunicado ao fornecedor, que na época não deu retorno sobre o que seria feito.

Passados mais de 8 anos, viu-se alí com a reforma do terminal, a possibilidade de se aproveitar tais cadeiras, repintando–as novamente, aproveitando assim algo que um dia JÁ FOI PAGO PELA PREFEITURA.

Como o estoque era na faixa de novicentas e cinquenta (950) unidades, adiantamos que as demais serão aplicadas nos abrigos, dando assim uma dignidade a mais, para quem precisa esperar um buzú.

Aguarda-se ainda uma nota oficial da prefeitura exclarecendo este assunto. Uma coisa é certa, quem vai realmente usar esta adorando.

Que venha logo o dia da inauguração, mas que certamente irá trazer ao prefeito uma grande dor de cabeça, afinal “quem toma banho é comum trocar a roupa íntima” e como o terminal vai ficar bonito, como ficarão os ônibus????

Será que os usuários merecem veículos ultrapassadissimos, que quebram a toda hora e não oferecem nenhum conforto????

Uma coisa é certa como o prefeito é “Doutor” certamente, irá receitar para se próprio Dorflex.

Viúva de ACM, Arlette Magalhães morre em Salvador.


 

A viúva do senador Antônio Carlos Magalhães, dona Arlette Magalhães, de 86 anos, morreu na manhã deste sábado (7). Dona Arlette estava internada no Hospital Cárdio Pulmonar, em Salvador, desde a noite de quinta-feira (5), quando sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O sepultamento será às 17h, no cemitério Campo Santo, em Salvador. Às 16h, será realizada uma missa na capela do cemitério.

 

 

Fonte:Bahia Noticias

PF vai investigar que fim levou dinheiro do BNDES para a J&F.


Ao pedir o bloqueio de bens da família de Joesley Batista, a Polícia Federal (PF) comunicou à Justiça que vai investigar se a J&F cometeu desvio de finalidade no emprego de recursos captados no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A Justiça já havia bloqueado R$ 60 milhões de Joesley e Wesley, mas a PF e o Ministério Público Federal entenderam que era o caso de ampliar a restrição. No mesmo relatório, a PF diz que vai investigar o destino do dinheiro de aportes da instituição financeira à J&F. Os delegados Flávio Rodrigues Calil Daher e Rubya Danyla Gama Pinheiro, que subscrevem o documento, entendem que a Operação Bullish já apurou pelo menos seis irregularidades em aportes financeiros à JBS. A PF viu “desvio de finalidade no emprego dos recursos, erros de cálculo na formação de preços de ações da JBS S/A, abandono da forma de cálculo para conversão de debêntures, mudança de percepção de risco do negócio em curto espaço de tempo e dispensa de garantias em operação com debêntures”. Os prejuízos identificados somam, no mínimo, R$ 1.202.193.851,42, mas podem chegar a RS 1.681.840.633,48, de acordo com as investigações. Os investigadores consideram, no entanto que “não foi possível constatar se a totalização dos recursos das transações financeiras foi efetivamente empregada nos objetivos pactuados, uma vez que não houve comprovação documental, por meio de contratos e comprovantes de transferência bancária, acerca do pagamento realizado para os vendedores (Smithfield, Tasman Group, Bertin e Pilgrims) e em relação à integralização que cabia aos sócios fundadores, o que pode redundar em um prejuízo efetivamente muito maior”. “A documentação encaminhada não contém comprovantes dos pagamentos feitos aos antigos acionistas dos empresas estrangeiras adquiridas, aos credores das dívidas alegadamente quitadas ou a outras pessoas físicas c Jurídicas pertinentes a cada situação prevista nos quadros de fontes e usos dos projetos apoiados. Também não constaram comprovações dos aportes de recursos que deveriam ser providenciados pelos sócios fundadores da JBS em cada uma das operações de aumento de capital do Grupo”, anota laudo pericial da PF. Consta no documento que “não foi possível confirmar se os recursos da BNDESPar transferidos para a JBS foram, efetivamente, empregados conforme os projetos aprovados, nem se os sócios fundadores integralizaram os recursos devidos no contexto das operações de aumento de capital pactuadas”. “O grupo J&F, através de seus advogados, está entrando com os recursos cabíveis no Tribunal Regional Federal para reverter a decisão do juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, que, baseado em premissas falsas, determinou o bloqueio dos bens da família Batista e de suas empresas. A defesa vai sustentar que houve manifesta ausência de fundamentação na decisão do juiz de primeira instância e demandar que prevaleça a decisão anterior, que liberou os bens dos empresários. A decisão é juridicamente frágil porque, em vez de consultar as leis e a documentação disponível sobre os acordoss de colaboração premiada e de leniência, o magistrado se baseou em notícias divulgadas pela mídia nacional”.

 

 

 

 

Fonte:Bahia Noticias

ADAB propõe mais uma parceria com a AIBA.


Aproveitando a ida para Barreiras, onde participou do lançamento da Operação Safra, o Diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia, Paulo Cezar, também levou uma solicitação de parceria com a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA). Em reunião realizada na sexta-feira (06) foi tratada a reforma de um edifício, anexo à sede da ADAB, onde funcionava a CEPLAC.

Segundo o diretor da agência “esse imóvel é de extrema importância para que possamos ampliar as instalações da ADAB na promoção e execução da defesa Sanitária animal e vegetal, além do controle e inspeção dos produtos de origem agropecuária. Estamos buscando nossos parceiros para que essa ação seja compartilhada. Temos uma estrutura montada que necessita de algumas intervenções”, pontuou.

O presidente em exercício da AIBA, Luiz Pradella, parabenizou o gestor pela iniciativa e garantiu que levará a demanda a diretoria da associação. “Louvável que um gestor pense dessa maneira, nas opções que são viáveis, dentro da lei, e que fortalecem os dois lados. Vou colocar a demanda da ADAB na pauta da nossa direção e, em breve, marcar uma nova reunião para levarmos a resposta e outras demandas existentes”.

O anexo possui uma estrutura montada, porém necessita de manutenção como pintura, portas, rede elétrica, hidráulica, entre outros. Um levantamento fotográfico do local também foi encaminhado.

Fonte: ASCOM – ADAB.

 

 

 

Fonte:ADAB.BA