Relator da reforma da Previdência pede calma para aprovar proposta


O relator da reforma da Previdência na Câmara, Arthur Maia (PPS-BA), afirmou hoje (12) que a data de votação da proposta não é significativa. Ele pediu calma e destacou que o importante é que a reforma possa ser aprovada com folga de votos, seja na próxima semana ou no ano que vem. “Não há porque esse afogadilho, vamos trabalhar no sentido de fazer a discussão e, ao final, votar a reforma. Vamos tocar isso com calma, porque a reforma será votada no momento em que houver o número mínimo de votos suficientes para sua aprovação”, ressaltou. O deputado calcula que a proposta já tem o apoio de cerca de 290 deputados, e que a equipe governista ainda está trabalhando em busca dos votos restantes para atingir o quórum mínimo de 308 entre os 513 deputados. Ele acredita que pelo menos a fase de discussão, em plenário, poderá ser encerrada até semana que vem para deixar a proposta pronta para ser votada. O parlamentar admitiu que há demandas para fazer mudanças no texto, mas ressaltou que só vai alterar seu relatório se houver compromisso de que os pedidos se reverterão em votos. “Muitos deputados me dizem que há problema de mérito e outros que a questão é política. Eu, como relator, só tenho aceitado discutir qualquer assunto desde que me falem quantos votos serão aterados com aquela determinada mudança. Não tem voto, não tem mudança.” Maia adiantou, no entanto, que “o núcleo duro da PEC” não será alterado, como os pontos que impedem aposentadorias com valores superiores ao teto do INSS, o fim da aposentadoria por tempo de contribuição e a instituição da aposentadoria por idade mínima.

Energia é restabelecida e Sistema Cavada volta a operar


A Captação Cavada teve o funcionamento restabelecido, na manhã desta terça-feira (12), após 12 horas de fornecimento de energia interrompido.

Com isso, o segundo maior sistema de abastecimento de Alagoinhas já está em operação, mas necessita de ajustes em função dos reflexos causados pelo longo período sem energia.

Seguem áreas que podem ter o fornecimento de água afetado: Jardim Imperial, Jardim Tropical, Alagoinhas Velha, Cavada, Jardim Acacia, Jardim Hortênsias, Inocoop I, II e III, Praça kennedy, Vale, Santa Terezinha- Av. Paulo Afonso.

A equipe técnica do Serviço Autônomo de Água e Esgoto ( SAAE) está trabalhando para que o sistema volte a operar, o mais rápido possível, com 100% de sua capacidade de distribuição.

O SAAE se mantém à disposição da população, através dos seus canais de comunicação: Disque 0800 702 70 65, WhatsApp: 75 9 8180-4500, [email protected]

—–

ASCOM

Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Alagoinhas – SAAE

E-mail: [email protected]

Telefone: (75) 3182-6031

Secretaria Municipal de Comunicação – SECOM

E-mail: [email protected]

Telefone: (75) 3423-8320

Whatsapp: (75) 99804-9338

Portal da Prefeitura de Alagoinhas:

www.alagoinhas.ba.gov.br

Redes Sociais:

www.facebook.com/PrefeituradeAlagoinhas

www.instagram.com/Prefeitura.Alagoinhas

www.twitter.com/PrefAlagoinhas

PREFEITURA MUNICIPAL ATRAVÉS SEDUC E APLB SINDICATO REALIZAM ELEIÇÕES PARA ESCOLHA DOS DIRIGENTES ESCOLARES


As escolas municipais de Entre Rios vivem hoje, 12/12, um marco histórico e extremamente democrático onde serão realizadas pela primeira vez as eleições para escolha dos Diretores e Vices Diretores onde pais de alunos menores de 12 anos, professores, funcionários e alunos acima de 12 anos, irão escolher os seus dirigentes para uma gestão de três anos (2018/2020).

A Prefeitura Municipal de Entre Rios, através da SEDUC e APLB Sindicato, buscam oferecer uma Gestão Democrática das Escolas baseada na coordenação de atitudes e ações que propõem a participação da comunidade estudantil, ou seja, Professores, alunos, pais e servidores. Estas eleições, certamente será o grande saldo da qualidade da educação no município de Entre Rios, compromisso de campanha da gestão atual.

Olindina: Bandidos assaltam agência do Bradesco


Na manhã desta terça-feira feira dia 12 elementos fortemente armados, tomaram de assalto a agência do Bradesco.
No meio da ação a PM se fez presente e comecou uma intensa troca de tiros.
Viaturas de toda região foram acionadas, de Alagoinhas desceram quatro. O confronto se agravou no distrito conhecido como Dona Maria onde houve forte confronto . No decorrer do dia mais informações.
Um morador da cidade fez esse registro.

Em Alagoinhas a operação se deu na rua São Francisco no Jardim Petrolar


A Polícia Federal, a Polícia Civil e a Polícia Militar deflagraram, na manhã desta terça-feira (12), a segunda fase da Operação Última Estação, que visa coibir os crimes tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e outros decorrentes da atuação de integrantes de facção criminosa baiana.

Na primeira fase da operação, em setembro deste ano, foram cumpridas buscas, apreendidos bens e bloqueados mais de 40 mil reais auferidos ilicitamente pelo traficante Marcelo Batista dos Santos, o Marreno, morto pouco mais de um mês antes, em Salvador, em confronto com policiais militares.

Com a continuidade das investigações, foi identificado que outros integrantes da organização criminosa agiam da mesma forma, ou seja, lavavam o dinheiro oriundo do tráfico de drogas fazendo-o circular em contas bancárias de terceiros ou abertas com identidades falsas e adquiriam imóveis e outros bens em nome de interpostas pessoas.

Ações realizadas no transcorrer das investigações já resultaram na prisão de seis integrantes da quadrilha, sendo apreendidos cerca de 40 quilos de maconha, cinco fuzis, uma pistola de calibre restrito, recuperados três veículos roubados e apreendidos outros três veículos dos criminosos.

Nesta etapa, estão sendo cumpridos mais 11 mandados de prisão preventiva, seis de condução coercitiva e 19 de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Porto Seguro, Alagoinhas, Dias D’Ávila, Camaçari e Serrinha, na Bahia; além de Aracaju, em Sergipe; Maceió, em Alagoas; e Goiânia, em Goiás. Também estão sendo cumpridas 22 medidas de bloqueio de contas bancárias utilizadas pelos investigados.

Cerca de 150 policiais das Polícia Federal, Civil e Militar participam da operação.